BTG (BPAC11) presta esclarecimentos sobre proposta pela área de fibra da Oi (OIBR4)

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Loja da Oi em São Paulo 18/07/2018 REUTERS/Paulo Whitaker

O BTG informou em esclarecimentos à CVM que a proposta pela área de fibra da Oi, foi feita por um fundo de private equity gerido pela Asset Management do Banco.

Dessa forma, não caracteriza divulgação por meio de fato relevante do Banco.

A notícia foi veiculada em 27 de julho de 2020 no portal Valor Online “BTG faz proposta por área de fibra Oi que vale R$ 25,5 bi”.

O BTG ainda ressalta que “transações de natureza semelhante àquela mencionada na referida notícia –que essencialmente envolvem a gestão de recursos de terceiros por parte da equipe de Asset Management do BTG Pactual –representam negócios corriqueiros por tal equipe do BTG Pactual”.

Por fim, o BTG explicou que a proposta foi realizada em um processo competitivo por tais ativos e em caráter não-vinculante.

BNDESPAR: Esclarecimento de Notícia Veiculada na Folha de São Paulo

A CVM solicitou esclarecimentos ao BNDESPAR sobre a não divulgação de fato relevante sobre a proposta recebida e a notícia veiculada – “BNDES recebe proposta por 18,5% de ações na AES Tietê”.

Em resposta, o braço de investimento da BNDES disse que a divulgação de tal fato relevante deve ser feita pela AES Tietê.

Isso porque a BNDESPAR, na presente data, não possui quaisquer valores mobiliários de sua emissão negociados no mercado.

Adicionalmente, a BNDESPAR informou que comunicou tempestivamente à AES Tietê o resultado do processo competitivo, para que esta promovesse sua divulgação ao mercado.

Por fim, a BNDESPAR anunciou que negociará com a AES Brasil contrato de compra e venda de ações característico de operações desta natureza, e informará ao mercado quando do seu fechamento, frisando que não ratifica as informações publicadas pelo jornal Valor Econômico.