BTG (BPAC11): Equatorial (EQTL3) tem volumes 3,3% maiores no comparativo anual

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Foto: Equatorial Energia (EQTL3): vendas de energia crescem 3,2% no 2Tri20

A Equatorial (EQTL3) reportou sua prévia operacional do 3TRI21. Os volumes aumentaram 3,3% a/a, já após incorporar os números da CEEE-D. O BTG Pactual (BPAC11) divulgou relatório analisando os números.

A Cepisa foi o destaque, com volumes crescendo 12% a/a, seguido por Cemar (+ 5,5%), Ceal (+ 3,4%), Celpa (+ 3%) e CEEE-D (-3,3%).

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Embora o relatório forneça os números dos volumes de cada disco individual, não forneceu a divisão por classe de consumo (residencial, comercial, industrial, baixa renda e outros) levando em consideração CEEE-D.

Melhorias nas perdas de energia da Equatorial

Para as perdas de energia, todas as discotecas – exceto para CEEE-D – mostraram uma melhoria quando em relação ao 2T21.

Queda de 90 bps na Cepisa, 30 bps na Ceal e Celpa e 10bps na Cemar.

A CEEE-D na verdade teve perdas crescentes 80 bps t/t, ainda muito acima do nível regulatório de 9,9%.

Junto com a prévia operacional, Equatorial anunciou o resultado do programa de desligamento voluntário implantado para a CEEE-D. Um total de 998 funcionários, ou 46% da força de trabalho aderiram ao plano.

O plano tinha um custo total de R$ 145 milhões e é um item importante de seu plano de recuperação, diz o BTG Pactual (BPAC11).