BTG (BPAC11): Cesp (CESP6) tem resultados fracos no 2TRI21

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Fonte: Cesp

Conforme esperado, a Cesp (CESP6) reportou resultados fracos no segundo trimestre de 2021 (2TRI21), de acordo com relatório do BTG (BPAC11).

Apesar disso, segundo os analistas, os números foram dentro do esperado.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

O EBITDA da Cesp ficou em R$ 230 milhões (vs. a estimativa do BTG de R$ 255 milhões). Quando ajustado por (i) reversões de provisões (R$ 8 milhões) e (ii) MtM negativo de contratos de energia futura (-R$ 31 milhões), o EBITDA teria totalizado R$ 256 milhões. Mas caiu 12% a/a devido aos maiores custos de compra de energia, por sua vez impulsionado pela má hidrologia.

Os resultados financeiros também foram impactados por maiores custos de planos de previdência (+ R$ 25 milhões a/a) e maiores provisões para contingências (+ R$ 16 milhões a/a).

Como resultado, o resultado final foi de -R$ 18 milhões (vs. +R$ 37 milhões da expectativa do BTG).

Impactos do risco hidrológico

No primeiro trimestre, a Cesp já havia comprado a energia necessária para 2021, considerando um cenário de risco hidrológico de 78%. Desde então, a hidrologia deteriorou-se significativamente, e a empresa teve que adquirir contratos de energia adicionais para reduzir sua exposição a um GSF (risco hidrológico) mais severo de 73%.

A Cesp adquiriu 52 MW médios adicionais, atingindo 371 MW médios de energia comprada para 2021 (+ 16% t/t) a um preço médio de compra de energia de R$ 239/MWh, 18% acima do preço do 1T (R$ 202/MWh), mas bem abaixo do spot atual preços, que devem permanecer no limite máximo (R$ 584/MWh) pelo menos até o início da estação chuvosa.

A Cesp agora tem uma posição comprada para 2S21 e anunciou que adquiriu 97% da energia necessária para 2022.

Cesp tem redução adicional em contingências

A Cesp continua focada na gestão de passivos. No segundo trimestre, os passivos contingentes caíram R$ 636 milhões devido a acordos judiciais, reavaliações positivas e favoráveis decisões judiciais.

“Esperamos ver desenvolvimentos positivos em alguns das mais importantes disputas judiciais ainda neste ano. Reiteramos nossa classificação de compra na Cesp conforme vemos que é negociada a uma taxa interna de retorno real implícita de quase 12%, sem levar em consideração quaisquer vantagens potenciais tais como (i) oportunidades de crescimento, (ii) gestão de passivos e (iii) indenização adicionais oriunda de sua UHE 3 Irmãos”, afirmam os analistas João Pimentel e Gisele Gushiken.

A recomendação de compra vai até o preço teto de R$ 33.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3