BTG (BPAC11) aponta forte resultado operacional para a Equatorial (EQTL3)

Matheus Miranda
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O relatório do banco BTG Pactual (BPAC11) apontou que o relatório do Equatorial (EQTL3) teve fortes resultados operacionais. Resultado disso foi o Ebitda (sigla em inglês para Lucros Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização) apresentado no quarto trimestre de 2020, impulsionado por itens não recorrentes.

Com isso, o BTG mantém a recomendação de compra dos papéis da Equatorial. O preço-alvo foi fixado em R$ 27 por ação.

O Ebitda apresentado pela companhia energética foi de R$ 2,282 bilhões. Esse resultado foi impulsionado por itens não recorrentes. Ao ajustar os resultados como IFRS de transmissão e R$ 607 milhões em outros itens ajustados, entre outros, atinge R$ 1,264 bilhão.

BTG (BPAC11): resultado acima das previsões

Ainda assim, com os ajustes, o ebitda ficou acima do projetado pelo BTG. O banco, diz o relatório, esperava que atingisse algo em torno de R$ 931 milhões.

O relatório do BTG destacou ainda outros itens positivos no balanço da Equatorial. Entre eles a revisão tarifária extraordinária da Cepisa – distribuidora de energia do Piauí. Além de reversão das inadimplências em outras distribuidoras como Cemar (Maranhão) e Ceal (Alagoas), além da própria Cepisa.

O que também ajudou a impulsionar o ebitda foi a entrada em operação de quatro linhas de transmissão no trimestre. Com isso, esse indicador específico para projetos de transmissão atingiu R$ 112 milhões nos três últimos meses de 2020. No mesmo período do ano anterior, o ebitda de transmissão atingiu R$ 45 milhões.

Dividendos de R$ 701 milhões

Outro item considerado positivo foi o anúncio de dividendos no trimestre. De acordo com o relatório do BTG, os dividendos no trimestre foram de R$ 701 milhões. Com isso, o rendimento de dividendo foi de 3,4%.

No quarto trimestre do ano, a Equatorial reportou lucro de R$ 1,4 bilhão. Isso significou uma alta de 6,8% frente ao mesmo período do ano anterior. O resultado ficou acima do consenso de mercado.

No ano, a empresa lucrou R$ 2,975 bilhões, um aumento de 23,2% em relação a 2019. O resultado financeiro foi negativo em R$ 90 milhões no quarto trimestre do ano anterior, redução 68% sobre as perdas financeiras do quarto trimestre de 2019.