brMalls (BRML3) e Energisa (ENGI11) informam alterações acionárias

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: BRMalls (BRML3)

A brMalls (BRML3) e a Energisa (ENG11) informaram ao mercado alterações na composição acionária, com aumento de participações.

brMalls (BRML3): CII atinge 5,06% de participação acionária

A brMalls (BRML3) anunciou nesta quarta (7) que a Capital International Investors (CII), de Los Angeles (EUA), aumentou a participação acionária.

A CII administrava 39.980.702 ações ordinárias, correspondentes a 4,58% do total.

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

A empresa americana passou a deter 44.161.297 ações ordinárias, que representam 5,06% da totalidade.

“Trata-se de um investimento minoritário que não altera a composição do controle ou a estrutura administrativa da companhia”, ressalva a brMalls.

Energisa (ENGI11): BlackRock alcança 4,99% das ações

A Energisa (ENGI11) comunicou nesta quarta que a BlackRock alcançou 4,99% das ações.

Dessa forma, a empresa detém 52.896.624 ações preferenciais.

Além disso, a Black passa a deter “2.339.720 instrumentos financeiros derivativos referenciados em ações preferenciais com liquidação financeira, representando aproximadamente 0,22% do total”.

A BlackRock declara, ainda, “que a participação não tem o objetivo de alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da sociedade, servindo estritamente para fins de investimento.”

Fundos imobiliários: confira os FIIs recomendados para outubro

IRB (IRBR3): UBS reduz preço-alvo para R$ 4,80; ações caem