Brisanet (BRIT3) tem lucro 22% maior no balanço do 2TRI21

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Divulgação

A Brisanet (BRIT3) registrou aumento de 22% no lucro líquido no segundo trimestre de 2021 (2TRI21). O indicador passou de R$ 11,9 milhões para R$ 14,5 milhões no 2TRI21.

Brisanet (BRIT3): principais números do balanço do 2TRI21

Lucro líquido

  • Lucro 2TRI21: R$ 14,5 milhões
  • Lucro 2TRI20: R$ 11,9 milhões

Ebitda ajustado

  • Ebitda 2TRI21: R$ 58,2 milhões
  • Ebitda 2TRI20: R$ 57,7 milhões

Receita líquida

  • Receita 2TRI21: R$ 170,2 milhões
  • Receita 2TRI20: R$ 102,3 milhões

Destaques do balanço do 2TRI21 da Brisanet (BRIT3)

O primeiro semestre de 2021 da Brisanet (BRIT3) foi marcado pelo surgimento de novos desafios e pela motivação para honrar o compromisso de expandir a cobertura da companhia no Nordeste. Em junho, a Brisanet (BRIT3) pela primeira vez ficou com o posto da quarta maior banda larga fixa do Brasil em números de acessos. A empresa deteu cerca de 736 mil assinantes, de acordo com dados divulgados pela Anatel. O número representa um crescimento de mais de 100 mil clientes para o período.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A receita da Brisanet (BRIT3) é composta por serviços de internet de banda larga fixa, serviços de telefonia fixa. Além disso, outros produtos, como TV por assinatura e telefonia móvel e serviços complementares. Um desses, o BrisaMusic (streaming de músicas) – que já registrou quase R$500 mil de receita bruta no 2TRI21, que aumentam o ticket médio adquirido por cliente e a percepção de valor da própria companhia.

Na comparação entre o 2TRI21 e do mesmo trimestre em 2020, a receita líquida da Brisanet (BRIT3) apresentou um crescimento de 66,4%, passando de R$ 102,3 milhões, no 2TRI20, para R$ 170,2 milhões no 2TRI21. Isso se deu principalmente em função do aumento do número de assinantes – que se ampliou de 468.896 para 736.580 em junho de 2021 (+57%).

Ebitda ajustado cresce 1%

O Ebitda ajustado da Brisanet (BRIT3), excluindo os custos indiretos e mão de obra de instalação de clientes – que passaram a ser contabilizados a partir de julho de 2021 – ficou em R$12,1 milhões. As despesas não recorrentes relativas à abertura de capital da companhia, no montante de R$ 2 milhões, foi de R$ 58,2 milhões no 2TRI21. Portanto, houve um crescimento de 1% em relação ao mesmo período de 2020.

De acordo com a Brisanet (BRIT3), o Ebitda ajustado não apresentou crescimento em linha com a receita. Isso ocorreu principalmente pelo impacto dos maiores gastos relacionados à estruturação para expansão acelerada, para abertura de capital e entrada em cidades maiores, capitais e regiões metropolitanas. Além disso, no 2TRI20, o Ebitda foi favorecido pelos benefícios trabalhistas associados à pandemia, no valor aproximado de R$600 mil, pela redução de 5% no quadro de colaboradores naquele trimestre.

Na comparação com o 1TRI21, o Ebitda ajustado caiu 21%. A queda foi em função principalmente de maiores custos fixos, em sua maior parte relacionados a pessoal, dado que a companhia já se estruturou para suportar a expansão dos próximos meses.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

brisanet (brit3)