Braskem (BRKM5) iniciará projeto para ampliar produção de plástico verde

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Reprodução / Página Facebook Braskem - Papel da petroquímica passou a fazer parte da carteira Wisir de fevereiro.

A Braskem (BRKM5) comunicou nesta segunda-feira (22) que iniciará projeto no Pólo Petroquímico de Triunfo, no Rio Grande do Sul, para expansão da sua capacidade de produção atual de eteno verde, matéria-prima produzida a partir do etanol da cana-de-açúcar e utilizada para a produção de resinas “I’m greenTM”, com pegada de carbono negativa.

O investimento previsto é de US$ 61 milhões e a expectativa, segundo a empresa, é que o Projeto adicione 60 mil toneladas por ano de produção de eteno verde ao seu portfólio.

O início de operação é prevista para o final de 2022.

A capital mundial dos investimentos vai invadir sua a casa! Click no link e faça sua inscrição gratuita para o evento

“O projeto está em linha com a meta da companhia de proporcionar uma redução de 15% nas emissões de gases de efeito estufa até 2030 e de alcançar a neutralidade de carbono até 2050, além de reforçar a posição de liderança global na produção de biopolímeros”, disse a Braskem.

AES Brasil (TIET11): Inema concede licença de instalação para construção do Complexo Eólico Tucano

A AES Tietê Energia (TIET11) informou que em 5 de fevereiro último o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) concedeu a licença de instalação que autoriza a construção de 365,8 MW de capacidade instalada do Complexo Eólico Tucano, localizado nos municípios de Tucano, Biritinga e Araci, na Bahia.

“A autorização do órgão ambiental habilita a Companhia a iniciar as obras do Complexo, cumprindo seu cronograma estimado de construção, com conclusão prevista para o segundo semestre de 2022”, disse a AES Tietê, em comunicado ao mercado.

O Complexo Eólico Tucano possui um total de 582,8 MW de capacidade instalada. Na Fase 1, serão 155,0MW de capacidade eólica instalada, equivalentes a 78 MW médios de energia assegurada, sendo que 60 MW comercializados por meio de um contrato com prazo de 20 anos, com início de entrega de energia a partir de 2023.

Já na Fase 2, serão 167,4 MW de capacidade eólica instalada, equivalentes a 79 MW médios de energia assegurada, sendo 70 MW médios comercializados pelo prazo de 15 anos, com a Anglo American e entrega de energia a partir de 2022.

Aliansce Sonae (ALSO3) retoma operações em shoppings no AM e em SP

A Aliansce Sonae (ALSO3) retomou as operações no Manauara Shopping nesta segunda-feira (22), e no Franca Shopping, no dia 20 de fevereiro último.

O primeiro empreendimento fica em Manaus, capital do Amazonas, onde ainda ocorre a pior crise de Covid-19 do país. O segundo fica em Franca, interior de São Paulo, com nível de atenção alto para ainfecções.

Os shoppings, segundo a Aliansce Sonae, estão “seguindo rígido protocolo de reabertura – que visa preservar a saúde e o bem-estar de todos os clientes, lojistas, colaboradores e parceiros – e atendendo às recomendações das autoridades locais”.

Allied aprova distribuição de dividendos

A Allied aprovou a proposta de pagamento de dividendos intercalares e intermediários aos acionistas, com base no balanço patrimonial da companhia de 31 de dezembro de 2020, no valor total de R$ 43 milhões.

Desses, R$ 17,691 milhões serão distribuídos como dividendos intercalares, à conta do lucro líquido do referido período e R$ 25,308 milhões serão distribuídos como dividendos intermediários, com base no saldo da reserva de lucros.