Brasil passa de 36,5 mil infectados pelo novo coronavírus

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Twitter

O Ministério da Saúde atualizou a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, e revelou que o País ultrapassou, neste sábado (18), a marca dos 36,5 mil infectados.

De acordo com o mais recente boletim do órgão, são 36.599 pessoas com a Covid-19, aumento de 2.917 casos em relação aos números divulgados na tarde de sexta-feira – 8,7%.

Na sexta, o País apresentava 33.682 casos confirmados, com um aumento de 3.257 infectados desde a tarde da quinta-feira.

O número de mortes também aumentou. Agora são 2.347 óbitos causados pelo coronavírus no País, 206 a mais do que as registradas nas últimas 24 horas – 9,6%.

As mortes na sexta-feira eram 2.141, com aumento de 217 – recorde do País – na comparação com o boletim divulgado na quinta. A taxa de letalidade segue alta, em 6,4%.

Nos últimos sete dias, o aumento em relação às mortes foi de 108,9% – 1.224 óbitos a mais.

São Paulo beira 14 mil casos e mil mortes

O Estado de São Paulo segue firme como epicentro do coronavírus no Brasil, e já registrou 13.894 casos, com 991 mortes.

O segundo Estado com mais mortes é o Rio de Janeiro (387), seguido por Pernambuco (205), Ceará (176) e Amazonas (161).

A Região Sudeste registra 55,9% (20.466) dos casos confirmados da doença. Em seguida, aparecem as regiões Nordeste (8.507), Norte, (3.416), Sul (2.738) e Centro-Oeste (1472).

O número de recuperados não foi atualizado e permanece em 14.026, que representa cerca de 50% dos infectados. Os últimos dados sobre as pessoas que se livraram da Covid-19 no País foram divulgados na quarta-feira.

Estudo diz que mortes no Brasil já passaram de 15 mil

Segundo o Portal Uol, que encomendou um estudo exclusivo ao Observatório Covid-19 BR, o número de mortos pela Covid-19 no Brasil já podem ter passado de 15 mil.

O levantamento levou em conta a longa fila de espera para a análise de testes nos laboratórios do País e a demora no registro das mortes entre o fato e a entrada delas nas estatísticas oficiais.

O Observatório Covid-19 BR tem atuado junto à Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo durante a pandemia com análises periódicas sobre os cenários de coronavírus na cidade.

Participam da iniciativa pesquisadores de universidade como Unesp, USP (Universidade de São Paulo), Unicamp (Universidade de Campinas), Unb (Universidade de Brasília), UFABC (Universidade Federal do ABC), Universidade de Berkeley, dos Estados Unidos, e Universidade de Oldenburg, na Alemanha, entre outras.

Coronavírus no mundo

coronavírus

Os números atualizados do coronavírus no mundo apontaram duas marcas assustadoras para quem insiste em diminuir os perigos da pandemia.

De acordo com o painel online da Johns Hopkins University, a Covid-19 já atingiu 2.273.382 pessoas em todo o planeta, sendo 706.830 somente nos Estados Unidos.

A Espanha, com 191.726 infectados, segue na segunda posição na tabela de países mais atingidos pela doença, com Itália (172.434), França (149.232) e Alemanha (141.483) na sequência.

Itália vê luz no fim do túnel

Itália, coronavírus, covid-19

Em meio a tantas notícias ruins, uma luz: A Itália caminha a passos largos para deixar de ser um dos epicentros da pandemia de Covid-19 no mundo.

Segundo números divulgados pela Agência de Proteção Civil, o país registrou o menor número de mortos por coronavírus em uma semana neste sábado: 482.

A melhor marca antes era do dia 12 de abril, quando o país registrou 431 mortos em 24 horas pela Covid-19.

A Itália já está em regime de quarentena e isolamento social há sete semanas e, finalmente, o platô parece começar a cair, mesmo que não tão rápido quanto as autoridades desejavam.

O número de mortes havia aumentado em 575 na sexta-feira e em 525 no dia anterior, totalizando 22.745 até a manhã deste sábado, de acordo com a Johns Hopkins University.


Itália registra menor número de mortos por Covid-19 em uma semana

Coronavírus no mundo: EUA ultrapassam 700 mil e Espanha passa de 20 mil mortes