Bradesco (BBDC4): Cielo (CIEL3) vai bem, disrupção é problema, diz CEO

Osni Alves
Jornalista desde 2007. Passou por redações e empresas de comunicação em SC, RJ e BH. E-mail: oalvesj@gmail.com.
1

Crédito: Presidente do Bradesco (BBDC4), Octavio de Lázari Junior

Presidente do Bradesco (BBDC4), Octavio de Lazari Junior comentou nesta quinta-feira (30) que a sociedade da companhia com a Cielo (CIEL3) “vai bem”, mas que o problema é “disrupção” que passa o modelo de negócio, das maquininhas.

Segundo ele, entretanto, a operação com da Cielo, com quem divide o controle com o Banco do Brasil (BBAS3), é importante, por sua complementariedade.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Ou seja, a empresa de adquirência serve como uma solução “vertical” com clientes, como do comércio.

Neste momento, a Cielo se vê às voltas ainda com o processo de parceria com o WhatsApp para transações financeiras via aplicativo.

Isso porque o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) embargou a negociação até que as partes esclareçam a forma de remuneração e outros pontos.

Outra operação em que o Bradesco é sócio, a resseguradora IRB (IRBR3), também foi mencionada pelo executivo.

Conforme ele, a empresa é viável e a instituição financeira é um acionista de referência.

Dessa forma, em meio ao aumento de capital do IRB, ele entende como racional o movimento de aporte financeiro.

Lazari conversou com analistas e investidores durante teleconferência de resultados do banco.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

Presidente do Bradesco (BBDC4), Octavio de Lázari Junior

Presidente do Bradesco (BBDC4), Octavio de Lazari Junior.

BBDC4: Next

Duas operações que o Bradesco pretende alavancar, segundo Lazari, são o banco digital Next e a gestora de ativos Ágora.

Conforme o executivo, as operações do Next serão independentes do Bradesco, com infraestrutura própria e CEO próprio. Inclusive, disse, a estrutura física já está separada.

“Não temos intenção de trazer sócios nesse momento. O Next tem mais de dois milhões de clientes e queremos chegar a três milhões em breve”, ressaltou.

Já a Ágora está sendo remodelada. “Estamos indo ao mercado com muito mais força, e fazendo frente a outros players”, frisou.

Para Lazari, a Ágora estará muito mais presente na vida dos investidores. “Vamos investir muito para que ela seja uma das grandes players do mercado”, destacou.

Next, braço digital jovem do Bradesco.

Next, braço digital jovem do Bradesco.

BBDC4: lucro líquido recua 40,1%

O lucro líquido do Bradesco recuou 41% no segundo trimestre de 2020 frente igual período do ano passado, ao totalizar R$ 3,87 bilhões entres abril, maio e junho.

Já em relação ao trimestre anterior, o banco registrou avanço de 3,2% nos lucros.

De acordo com a companhia, o desempenho no lucro foi “impactado pela queda no resultado financeiro”.

Conforme a empresa, o comportamento dos índices econômico-financeiros atingiram as aplicações financeiras.

Veja o desempenho do BBDC4 na Bolsa:

Fonte: tradingview.

Tá, e aí?

O lucro do Bradesco no segundo trimestre ficou abaixo das expectativas do UBS, que destacou o aumento substancial das provisões no segundo trimestre em relação ao primeiro. O índice de cobertura da inadimplência cresceu 300%.

Apesar de o Bradesco não ter fornecido previsões, o UBS acredita que a concessão de crédito da instituição irá superar o mercado em 2020; as margens devem se expandir, enquanto taxas e seguros podem ser pressionados. Já a provisão para encargos deve ser menor no segundo semestre e substancialmente mais baixos em 2021, na comparação com esse ano.

No relatório, o UBS reiterou a visão positiva a respeito do banco e manteve a recomendação de compra, com preço alvo de R$ 28.

Planilha de Açõesbaixe e faça sua análise para investir