Bradesco (BBDC4) recebe autorização do Fed para comprar banco na Flórida

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Divulgação / BAC Florida Bank

O Bradesco (BBDC3 BBDC4) informou nesta quinta-feira (8) que o Federal Reserve, o banco central norte-americano, deu sinal verde para a compra do BAC Florida Bank.

As autorizações regulatórias agora ficam para trás e os entraves passam a ser meramente contratuais.

O valor da operação não foi informada. Mas há um ano, as notícias tratavam de algo em torno de US$ 500 milhões.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

BAC significa Banco de América Central e é controlado por um grupo nicaraguense.

Agora, deve se chamar Bradesco American Company, para manter o BAC.

Expansão do Bradesco

A operação tem por objetivo abrir para o Bradesco a expansão de clientes corporativos e institucionais.

Especialmente o público latino de alta renda na Flórida. A página do banco tem até uma versão em português do Brasil.

O BAC Florida se especializou em financiamento do mercado imobiliário local.

Essa negociação marca o início do plano de negócios do Bradesco nos Estados Unidos, onde o Itaú (ITUB4), por exemplo, é bem presente.

Açõe sobem

Os grandes ganhadores do Ibovespa nesta quinta-feira (8) foram os bancos.

O relatório divulgado hoje pelo UBS BB mostra que os grandes bancos do Brasil devem apresentar lucros maiores e custo de risco menor.

Para o UBS BB, custo de risco que atingiu 6% em média no segundo trimestre de 2020 para os bancos brasileiros de grande capitalização devem reduzir para 5% no terceiro trimestre deste ano.

Entretanto, embora o Bradesco esteja entre os bancos citados, foi mesmo a aprovação do Fed que fez as ações subirem.

As ordinárias (BBDC3) subiram 5,67% e as preferenciais (BBDC4), 5,14%.