BR Properties (BRPR3) emitirá debêntures; Alper (APER3) aprova aumento de capital

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Divulgação Br Properties

A BR Properties (BRPR3) anunciou nesta quinta (21) que foi aprovada a emissão de debêntures no valor total de R$ 400 milhões.

Será a 16ª emissão de debêntures da companhia, não conversíveis em ações, em série única e com esforços restritos.

Segundo a empresa, serão emitidas 400.000 debêntures, a  R$ 1.000,00 cada.

Conheça planilha que irá te ajudar em análises para escolha do melhor Fundo Imobiliário em 2021

As debêntures terão prazo de vencimento em cinco anos, ou seja, 25 de janeiro de 2026.

A BR Properties informou que os recursos líquidos captados serão destinados ao reforço de caixa e uso corporativo geral da companhia.

Usiminas (USIM5) informa que fundos geridos pelo Itaú (ITUB4) passaram a deter 4.964% das ações

A Usiminas (USIM5) comunicou alteração da participação acionária relevante do acionista Itaú Unibanco.

Segundo o comunicado, o conjunto de fundos geridos pelo banco atingiu 4,964% das ações preferenciais emitidas pela Usiminas.

Com isso, os fundos passam a deter 27.194.600 ações, configurando redução da participação na Usiminas.

Banrisul (BRSR6) emite notas no total de US$ 300 milhões

O Banrisul (BRSR6) comunicou que precificou a emissão de Notas subordinadas, no montante de US$ 300 milhões, em 5,375% a.a.

As Notas têm prazo de 10 anos de vencimento e serão colocadas em jurisdição fora do Brasil.

O Banrisul solicitará a aprovação do Banco Central para que as Notas componham o Capital Nível 2 do patrimônio de referência da companhia, com impacto estimado de 3,70 p.p no seu índice de Basiléia.

As Notas não foram e não serão registradas sob o “U.S. Securities Act of 1933” e não poderão ser ofertadas ou vendidas nos Estados Unidos da América. As Notas não foram nem serão registradas perante a Comissão de Valores Mobiliários.

Alper (APER3) aprova aumento de capital

A Alper (APER3) aprovou um aumento de capital por meio de subscrição privada.

Dessa forma, serão subscritas no mínimo, R$ 60 milhões e no máximo, R$ 110 milhões mediante a emissão de até 3.755.548 novas ações ordinárias pelo preço unitário de R$ 29,29.

As novas ações conferiram os mesmos direitos atribuídos as ações da companhia atualmente existentes, informou a Alper.

O aumento de capital destina-se a reforçar a estrutura de capital da companhia, bem como financiar sua estratégia de crescimento orgânico e inorgânico com a realização de investimentos em tecnologia e na plataforma digital.

A Alper busca ainda realizar a aquisição de corretoras de seguro que complementem a sua estratégia de negócios.