BR Properties (BRPR3) conclui compra de torres corporativas por R$ 832,455 mi

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

A BR Properties (BRPR3) informou nesta quarta-feira (13) que concluiu a compra de torres corporativas por R$ 832,455 milhões.

Foram adquiridas os imóveis comerciais Torre Corporativa B2–Paineira (100%), com área bruta locável (ABL) de 44.673m²; e o imóvel comercial Torre Corporativa B3 –Jatobá (30%), com ABL de 11.154 m². Os dois são localizados no empreendimento imobiliário Condomínio Parque da Cidade, na Cidade de Estado de São Paulo.

O vendedor foi o HSI V Real Estate – Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia.

Invista em suas Escolhas. Conheça os Melhores Investimentos 2021.

Dos R$ 823 milhões da aquisição, R$ 756.637.044,69 foram desembolsados pela BR Properties nesta quarta-feira.

O saldo do preço, já descontado o sinal pago em 2019, no montante de R$ 37.512.603,86, será pago na superação, pelo vendedor, de determinadas condições constantes nos documentos da aquisição.

O Condomínio Parque da Cidade será o principal e mais completo empreendimento multiuso da cidade de São Paulo. Ele é composto por uma torre de salas comerciais, cinco torres corporativas, dois edifícios residenciais, um shopping e um hotel cinco estrelas. Todos são ligados a um parque linear e atendidos por uma vasta oferta de serviços e transportes na região.

Assim, com a aquisição destas propriedades, a BR Properties passa a ser detentora de 101.865 m²de ABL do referido empreendimento.

 

GPC (GPCP3) anuncia Plano de Incentivo de Longo Prazo com Ações Virtuais

O conselho de administração do GPC (GPCP3) aprovou um Plano de Incentivo de Longo Prazo com Ações Virtuais.

A medida tem por objetivo conceder a determinados diretores, colaboradores, empregados e/ou funcionários da GPC Participações S.A., suas subsidiárias, coligadas e controladas os Incentivos Financeiros  vinculados à valorização das ações de emissão da empresa.

O objetivo é estimular o êxito e a concretização dos objetivos sociais da companhia, alinhar os interesses de médio e longo prazo dos beneficiários e possibilitar à empresa reter administradores e empregados-chave escolhidos pelo Conselho de Administração e/ou pelo Comitê.

Por fim, a empresa ressalta que as Ações Virtuais não conferem aos titulares o direito de se tornarem acionistas.