BR Distribuidora (BRDT3) faz parceira com Golar Power para distribuição de GNL

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor

Crédito: Reprodução

A BR Distribuidora (BRDT3) anunciou nessa segunda-feira (17), no Rio de Janeiro, que aprovou um Contrato de Estabelecimento de Parceria com as empresas Golar Power Brasil e Golar Power Distribuidora de Gás Natural, com o objetivo de desenvolver o negócio de distribuição de gás natural líquido (GNL) de pequena escala em todo o país.

Segundo nota emitida pela BR Distribuidora, a parceria “se beneficiará da utilização da infraestrutura e experiências da BR, no setor de distribuição de combustíveis, e da Golar Power, na indústria de GNL”.

GNL

Gás natural liquefeito ou GNL é o gás natural que, após purificado, é condensado ao estado líquido por meio da redução da sua temperatura a -163ºC.

Como pode ser transportado em carretas criogênicas, o GNL pode atender empresas localizadas em regiões não atendidas por gasodutos. Além disso, garante baixos níveis de emissão e isenção total de contaminantes após sua queima, tem eficiência no processo de combustão; e tem custos mais competitivos quando comparado ao gás liquefeito de petróleo (GLP), aos óleo combustível, diesel, álcool combustível e gasolina.

A Golar

A Golar Power é uma joint venture entre a Golar LNG e o fundo de investimentos norte-americano Stonepeak Infrastructure Partners. A empresa atua no Brasil com presença importante na cadeia de GNL há mais de dez anos.

Ela atua no mercado global de GNL há décadas, “sendo reconhecida pelo desenvolvimento, implantação e operação de unidades flutuantes de armazenamento e regaseificação de GNL e unidades flutuantes de armazenamento e produção de GNL”, diz a nota da BR.

“Esta decisão está alinhada à nossa iniciativa de Gestão de Portfolio, visando a captura de valor em novos negócios no mercado de energia, antecipando suas mudanças e dando condições à BR de continuar oferecendo a energia que a sociedade necessita”, acrescenta a nota assinada pelo diretor-executivo de finanças da BR, André Corrêa Natal.

A BR ainda salienta que a consumação da parceria está sujeita ao cumprimento de certas condições ao fechamento.

LEIA MAIS
Petrobras (PETR3 PETR4) diz que ainda não está definido modelo de venda da Gaspetro

BR Distribuidora recebe rating Ba1 da Moody’s na primeira avaliação