BR Distribuidora anuncia encerramento do PDO com 1.040 adesões

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.

Crédito: Reprodução

Lançado no fim de novembro deste ano, o Programa de Desligamento Optativo (PDO) da BR Distribuidora foi oficialmente encerrado nesta sexta-feira (13), após audiência de conciliação entre a Petrobrás Distribuidora, Sitramico/RJ e o Ministério Público do Trabalho.

Segundo comunicado distribuído pela companhia, 1.040 empregados se inscreveram no programa e fizeram a opção pelo desligamento voluntário, sendo que 571 deles já efetivamente não fazem mais parte do quadro de funcionários da BR Distribuidora.

Os demais voluntários serão desligados da empresa até maio de 2020, segundo o cronograma. As datas em que os pagamentos das indenizações serão realizados seguem inalteradas, exceto para o Rio Grande do Sul, único Estado em que as inscrições do PDO prosseguem até o dia 29 deste mês.

A solução foi a forma encontrada para garantir segurança em âmbito jurídico tanto para a empresa quanto para os empregados que optaram pelo desligamento voluntário.

O comunicado assinado por André Corrêa Natal, diretor-executivo Financeiro de de Relações com Investidores da BR Distribuidora informou ainda que a estrutura da companhia será reduzida em aproximadamente 140 posições de gestão e que “a conclusão desta etapa é um importante passo do Plano de Transformação Organizacional, que trará relevantes contribuições para a agenda de criação de valor da companhia”.