BR (BRDT3) recebe R$ 34,7 mi de dívida da Eletrobras (ELET6)

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Divulgação

A BR Distribuidora (BRDT3) informou hoje (30) que recebeu parcela de R$ 34,7 mi de dívida da Eletrobras (ELET6).

A empresa recebeu o montante correspondente à 29ª parcela da dívida.

“Desde a assinatura do contrato, a companhia já recebeu total de R$ 4,56 bilhões”, afirma a BR em comunicado.

Confira principais Ações para investir em Outubro

Copasa (CSMG3): prorrogação de obra da Vale (VALE3)

A Copasa (CSMG3) informou nesta quarta (30) que a Vale (VALE3) pediu ao MP-MG a prorrogação do prazo de entrega de obra no Rio Paraopeba

A Vale, informa comunicado da Copasa, argumenta que o pedido de adiamento ocorreu em função de fatores como as restrições de segurança impostas pela pandemia da Covid-19.

Menciona também a demora na obtenção de autorização judicial para ingresso nas áreas necessárias à implantação do projeto e a ocorrência de intensas chuvas na região entre dezembro de 2019 e março de 2020.

Ajuste no cronograma

Com o ajuste de cronograma, a fase de comissionamento e testes deve iniciar-se em dezembro de 2020.

Terá vazão inicial de 1.000 l/s, aumentada gradualmente ao longo do mês de janeiro de 2021, até atingir a vazão nominal de 5.000 l/s — a mesma vazão da captação anteriormente suspensa.

“Neste sentido, a Copasa informa que cobra rotineiramente da Vale o cumprimento das obrigações já assumidas no Termo de Compromisso, bem como toma as medidas cabíveis para resguardar os interesses da Companhia”, diz a companhia.

“Apesar do atraso na entrega das obras, o abastecimento de água na Região Metropolitana de Belo Horizonte não foi afetado”, adiciona o comunicado

“O Sistema Paraopeba, composto pelos reservatórios Rio Manso, Serra Azul e Vargem das Flores, encontrava-se, até 28 de setembro, com 83,6% de sua capacidade, maior nível histórico registrado, para o mesmo período, nos últimos 6 anos”, conclui.

Lucro líquido: entenda o que é e como calcular

CDB de liquidez diária é porto seguro frente à LFT volátil