Banco Pan (BPAN4) lucra R$ 167,6 mi no 4TRI19, alta de 128%; no ano, sobe 133%

Rodrigo Petry
Editor-chefe, com 18 anos de atuação em veículos, como Estadão/Broadcast, InfoMoney, Capital Aberto e DCI; e na área de comunicação corporativa, consultoria e setor público; e-mail: rodrigo.petry@euqueroinvestir.com.
1

O Banco Pan (BPAN4) reportou um lucro líquido de R$ 167,6 milhões no quarto trimestre do ano passado, um desempenho 128% superior ao do mesmo intervalo de 2018.

No ano passado, o lucro do banco somou R$ 516 milhões, representando uma alta de 133% em comparação a 2018.

Os principais fatores que sustentaram os resultados dos últimos trimestres foram a melhoria da margem financeira e as provisões de crédito recorrente sob controle.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

O retorno anualizado sobre patrimônio líquido médio foi de 13,7% no quarto trimestre do ano passado, ante 7,2% de igual período de 2018. O retorno ajustado anualizado (não auditado) foi de 24,6%, ante 17,3% de um ano antes.

O patrimônio líquido consolidado do Pan totalizou R$ 4,926 bilhões em dezembro de 2019, ante R$ 4,831 bilhões de setembro de 2018 e R$ 4,096 bilhões em dezembro de 2018.

No quarto trimestre, a margem financeira líquida gerencial (NIM) somou 19,9% ao ano, ante 18,4% ao ano do terceiro trimestre e 15,6% ao ano do quarto trimestre de 2018.

“Este patamar está relacionado aos spreads robustos das operações de crédito e também por cessão de carteira”, destacou o banco no relatório de administração que acompanha o balanço.

Em relação à captação de recursos, o saldo encerrou o ano passado em R$ 23,7 bilhões, com aumento da diversificação e alongamento do prazo.

“A captação via depósitos a prazo cresceu 25% em 12 meses contribuindo de forma relevante para a dispersão da nossa base de captação”, acrescentou.

A composição da captação de recursos no final de 2019 foi puxada da seguinte forma: R$ 11,4 bilhões em depósitos a prazo (48% do total) e R$ 8,4 bilhões em depósitos interfinanceiros (35% do total).

Desconsiderando as provisões adicionais nos “businesses em run off” , as despesas de provisões para créditos totalizaram R$ 301 milhões no trimestre, frente aos R$ 277 milhões do quarto trimestre do ano passado.

Segundo o balanço, a recuperação de créditos anteriormente baixados a prejuízo foi de R$ 59 milhões no quarto trimestre. Dessa forma, a despesa líquida de provisão de créditos totalizou R$ 243 milhões, ante R$ 207 milhões de um ano antes.

Conta

No documento, a empresa informou ainda o lançamento de uma conta digital com foco nas classes C, D e E.

“Por meio dela, o cliente passa a ter acesso a uma conta corrente completa: 100% digital, sem tarifa de manutenção, com direito a um pacote mensal gratuito de transferências, saques na Rede 24 horas, depósitos via boleto, pagamentos de contas, além de diversos produtos de crédito e outros serviços”, informou.

De acordo com a empresa, ao abrir a conta, o cliente receberá um cartão múltiplo (crédito e/ou débito) sem anuidade e poderá ter acesso a um limite emergencial e crédito pessoal com taxas e valores personalizados.

“A navegação no app do banco não consumirá a internet do celular e, além disso, ofereceremos descontos em drogarias, supermercados e lojas virtuais por meio de acordos com diversos parceiros”, afirmou.

Outra vantagem, informou a empresa, é que os clientes poderão cadastrar seu cartão de débito para pagamentos digitais de serviços como Netflix, Spotify e Uber.