Bolsonaro se irrita com vídeo de Witzel; Mourão diz que faltou “ética” ao governador

Marcelo Hailer Sanchez
null

Crédito: Daniel Ferreira | Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro , que está em visita oficial na Índia, declarou nesta segunda-feira (27) que ficou incomodado com um vídeo publicado pelo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC-RJ), onde este chamou o vice-presidente Hamilton Mourão de “presidente”.

Ao comentar o ocorrido, Bolsonaro declarou que não faria algo do tipo. “Ele, pelas imagens, está no seu carro e um assessor filma. E ele liga para o presidente em exercício. Eu acho que não é usual alguém fazer isso. Eu não gostaria que fizessem comigo, não interessa qual seja o assunto. O que se trata por telefone tem que ser reservado”, criticou Bolsonaro.

Wilson Witzel publicou em seu perfil no Twitter um vídeo onde liga para o vice-presidente Hamilton Mourão e, com o viva-voz ligado, o saúda: “senhor presidente, boa tarde”.

Na publicação, Witzel fala sobre as chuvas no Rio de Janeiro e pede ajuda do governo federal. O presidente em exercício responde que está a par da situação e que o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, será o irá auxiliar.

Ao falar com jornalistas pela manhã, o presidente em exercício, Hamilton Mourão, declarou que faltou “ética e moral” ao governador do estado do Rio de Janeiro e que não sabia que estava sendo gravado.

“Ele (Wilson Witzel) diz que foi fuzileiro naval. Eu acredito que ele esquecei a ética e a moral, que caracterizam as Forças Armadas, quando saiu do Corpo de Fuzileiros Navais. Nada mais eu tenho a dizer a respeito”, finalizou o vice-presidente.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374