Bolsonaro rebate Guedes: “dólar está um pouquinho alto”

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo

Crédito: Reprodução / Pinterest

O presidente da República, Jair Bolsonaro, declarou nesta quinta-feira (13) que vê, como cidadão, que a cotação do dólar está “um pouquinho alta”. De acordo com agências de notícias, ele não comentou sobre a fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, que defendeu a alta, pois com o dólar mais baixo “era uma festa danada” e “permitia as empregadas irem à Disney”.

A fala do presidente ocorre um dia após a moeda norte-americana fechar em recorde ante o real. Nesta quinta-feira a abertura renovou as máximas históricas.

“Dólar. Eu, como cidadão, (acho que) está um pouquinho alto. Está um pouquinho alto o dólar”, disse Bolsonaro a jornalistas, antes de deixar o Palácio da Alvorada nesta manhã.

Fala de Guedes

Todavia, Paulo Guedes defendeu o atual patamar da taxa de câmbio do dólar. E afirmou que “não tem negócio de câmbio a R$ 1,80”, e estaria até mesmo afetando o turismo interno.
“Todo mundo indo pra Disneylândia. Empregada doméstica indo pra Disneylândia. Uma festa danada. Peraí. Vai passear ali em Foz de Iguaçu, vai passear ali no Nordeste, cheio de praia bonita. Vai pra Cachoeiro de Itapemirim, vai conhecer onde o Roberto Carlos nasceu. Vai passear no Brasil, vai conhecer o Brasil, que tá cheio de coisa bonita pra ver”, afirmou Guedes, em palestra no evento realizado em Brasília no final da tarde desta quarta-feira, 12.
Posteriormente ele tentou depois minimizar a afirmação, dizendo que o câmbio mais baixo estaria permitindo todo mundo ir para a Disney, até as classes mais baixas.
“Todo mundo tem que ir para Disneylândia conhecer Walt Disney. Mas não ir três, quatro vezes ao ano, até porque o dólar a R$ 1,80, tinha gente indo quatro vezes ao ano. Vai aqui para Foz do Iguaçu, Chapada da Diamantina, conhece um pouco do Brasil, conhece a selva amazônica e, da quarta vez, conhece a Disneylândia. Então, é só isso que digo. Mudamos o mix”, tentou corrigir.
Ao ser questionado sobre as falas do ministro, Bolsonaro evitou comentar e disse que respondia somente pelos seus próprios atos. O presidente enfatizou que pretende encaminhar a proposta do governo para uma reforma administrativa na próxima semana.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374