Bolsonaro defende isolamento vertical e critica postura dos governadores de SP e RJ

Marcelo Hailer Sanchez
null
1

Crédito: Reprodução/Wikipedia

Em coletiva realizada na manhã dessa quarta-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender alguns pontos que apresentou em seu pronunciamento de ontem à noite, tais como a quarentena vertical e afirmou que os governadores de São Paulo e Rio de Janeiro “estão destruindo empregos”.

Recessão e caos

“Certas autoridades municipais e estaduais estão tomando medidas, no meu entender, além da normalidade. São verdadeiros donos de seus estados e municípios. Proibindo tráfego de pessoas, proibindo tráfego de rodovias, fechando empresas, comércios. Nós temos, aproximadamente, 38 milhões de autônomos no Brasil, uma parte considerável desses não estão ganhando o seu salário, o seu ganha pão. O que na geladeira em casa, praticamente acabou. Não tem renda e tem família”.

Bolsonaro ainda ponderou que, “se a economia colapsar não vai ter dinheiro para pagar servidor público” e que o caos vai acontecer.

“Se tivermos saques a supermercados, entre outras coisas, o vírus continuará entre nós também, vamos ficar com o caos e com o vírus. O que precisa ser feito? Botar esse povo para trabalhar. Preservar os idosos e aqueles que tem problema de saúde, nada além disso. Caso contrário, o que aconteceu no Chile vai ser fichinha perto do que pode acontecer no Brasil. Todo nós pagaremos um preço que levará anos para ser pago”.

Empregos destruídos

“Eu me exponho porque quero levar uma mensagem de paz para a população, tranquilidade, serenidade. Alguns poucos governadores, alguns poucos prefeitos é um crime, eles estão arrebentando com o Brasil, estão destruindo empregos”

O presidente também criticou aqueles que defendem a tese de que a economia não é mais importante que a vida. “Cara pálida, não dissocia uma coisa da outra, sem dinheiro, sem produção… o povo do campo também vai deixar de produzir…nós vamos viver do que?

Também declarou que está alinhado com a postura do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e afirmou que o mandatário norte-americano deve reabrir os postos de trabalho hoje e voltou a minimizar o coronavírus ao afirmar que outros vírus presentes no Brasil mataram e matam mais. “Se ele (Trump) não fizer isso (abrir postos de trabalho) e se nós não fizermos isso aqui, será o fim do Brasil e dos EUA

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Bolsonaro voltou a defender a cloroquina (medicamento que tem sido testado no combate ao Covid-19) e disse que não está preocupado com sua popularidade  e reeleição. “Eu tenho uma missão de quatro anos. Se vai ser oito, a gente vai ver em 2022. Deus e o povo vão decidir”.

Demagogia política

Ao falar diretamente sobre os governadores do Rio de Janeiro (Wilson Witzel) e de São Paulo (João Doria), os acusou de atitudes demagogas. “Estão fazendo demagogia barata em cima disso pra esconder outros problemas e se colocam, junto da mídia, como salvadores da pátria, como o messias, que vai salvar o seu estado e o Brasil do caos. Fazem política o tempo todo. Não é esse o caminho que o Brasil deve seguir”.

Pediu ao povo para se atentar aos fatos. “Brasileiros, acordem para a realidade. Se não acordarmos daqui alguns poucos dias, poderá ser tarde demais”, avisou.

Ao ser questionado sobre como retomar as aulas e proteger as pessoas idosas, o presidente Bolsonaro defendeu o isolamento vertical e usou como o exemplo o Japão. No modelo defendido pelo presidente, isola-se apenas as pessoas de risco.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374