Bolsas europeias fecham em alta após falas moderadas de Trump e Irã

Omar Salles
null

Crédito: Reprodução

As bolsas europeias fecharam em alta nesta quarta-feira, após terem aberto em queda, pela manhã, com a notícia dos ataques iranianos contra bases usadas por militares dos Estados Unidos no Iraque.

Após uma declaração do ministro do Exterior do Irã, Mohamed Zarif, de que seu país “não quer uma escalada para uma guerra, mas se defenderá” os mercados entenderam que as tensões amainavam e passaram para o terreno positivo, fechando em alta logo após o discurso do presidente americano Donald Trump, sugerindo que os EUA adotarão apenas novas sanções econômicas contra Teerã.

Projeções

Frankfurt liderou a alta, com o Dax avançando 0,71%. Milão teve alta de 0,46% no índice FTSE Mib, enquanto na Bolsa de Paris o CAC-40 avançou 0,31%. Londres fechou estável por causa de impasses no Brexit.

Confira os melhores momentos da Money Week

Dados publicados pelo Instituto Ifo em Munique e pelo Istat em Roma indicam que a economia da zona do euro pode estar ganhando ímpeto. O Ifo informou que a economia europeia cresceu 0,3% no quarto trimestre de 2019, acima dos 0,2% do terceiro trimestre. O IFo projetou que a economia europeia crescerá 0,3% nos dois primeiros trimestres de 2020, com a produção industrial ganhando força.

Acordo comercial

Frankfurt fechou com a maior alta da jornada na Europa. A Bolsa de Londres fechou estável, à espera da reunião entre o primeiro-ministro britânico Boris Johnson e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

A reunião acabou após o fechamento dos mercados, sem resultados concretos. Segundo Ursula, é “impossível” negociar um acordo comercial completo entre UE e Reino Unido até o final de 2020, quando a Grã-Bretanha sairá definitivamente do bloco. Mesmo assim, a UE deixou a porta aberta a Johnson. As informações são da Agência Reuters, da CNBC News e do jornal Il Sole 24 Ore.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos