Bolsa vai a 110 mil pontos. Saiba o motivo e a expectativa para o término da semana

Juliana Gusmão
null
1

Crédito: Reprodução/Shutterstock

Pelos  investidores estarem otimistas pelos acordos comerciais entre Estados Unidos e China, o Ibovespa registrou máxima histórica de 110.116 pontos nesta na última quarta-feira (4).

O indicador da bolsa de valores de São Paulo sobe com apoio dos bancos, além da Petrobras, Vale e Via Varejo (responsável pelas bandeiras Casas Bahia, Pontofrio, Extra e Grupo Pão de Açúcar).

Além da evolução do acordo entre os EUA e a China, o crescimento de 0,8% na produção industrial no mês de outubro, também contribuiu para o bom rendimento do Ibovespa. Contudo, o resultado da produção industrial foi revelado na última terça-feira (3).

Atenção está voltada ao Ibovespa nesta sexta-feira

O Ibovespa, principal indicador da B3, bateu mais um recorde nesta quinta-feira (5). Contudo, a bolsa fechou o dia com alta de 0,29%, em 110.662. Com isso, ultrapassou o recorde do dia anterior, quarta-feira (4), que foi de 110.330 pontos.

Diante dos números, há a expectativa que a bolsa atinja mais um recorde nesta sexta-feira (6). Mas, a atenção está voltada à guerra comercial entre China e Estados Unidos, Opep . E também para os cortes na produção que podem guiar o mercado.

Dados de emprego nos EUA e leitura da inflação no Brasil encerram ótima semana para o Ibovespa

Ao que tudo indica, encerraremos mais uma semana sem nenhum sinal claro a respeito de uma resolução definitiva em torno da assinatura de um acordo inicial entre EUA x China.  Crescendo o suspense em torno das sobretaxas prometidas para 15 de dezembro. Portanto, resta ao mercado, focar naquilo que está ao seu alcance: o payroll nos EUA e o IPCA aqui no Brasil.

Mesmo com o decepcionante relatório com os dados do mercado de trabalho no setor privado (ADP), divulgado nesta semana, a expectativa permanece positiva em relação ao payroll: na mediana das expectativas. Contudo, se projeta a criação de 183 mil vagas de emprego em novembro, um número superior aos 128 mil postos gerados em outubro. Além disso, é esperada uma alta (0,30%) no salário médio/hora, um indicador importante para a projeção de inflação. Em outubro, este número apresentou alta de 0,21%.