Bolsa tem ganho módico de 0,13%, acompanhando Nova York

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Arte / EQI

A bolsa de valores continuou contabilizando ganhos nesta quinta-feira (10), agora com mais 0,13%. O Ibovespa ficou com 130.076,17 pontos, pegando carona na alta dos principais índices em Nova York. Apesar do resultado final, os dois mercados operaram com ganhos maiores durante o dia, perdendo força na reta final.

A expectativa era grande, depois de alguns dias de tensão. Mas hoje o governo dos Estados Unidos divulgou o índice de inflação. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC, ou CPI na sigla em inglês) dos EUA subiu 0,6% em maio, ante projeção de 0,4% e leitura anterior de 0,8%. A alta é vista como temporária.

A leitura dos números do seguro-desemprego na terra do presidente Joe Biden também veio acima do esperado. Os novos nos Estados Unidos ficaram em 376 mil, ante 385 mil da semana anterior.

Baixe agora o guia definitivo para os melhores Investimentos. Invista em suas Escolhas

Os investidores digeriram bem os resultados, como algo dentro do esperado, mas mantendo o olho na reunião da semana que vem do Federal Reserve (Fed), marcada para quarta-feira (16), que não deve mexer drasticamente na forma como vem atuando.

Hoje, o Ibovespa apresentou na mínima 129.525,89 pontos (-0,29%); e na máxima, 130.526,76 pontos (+0,48%).

O volume financeiro negociado foi de R$ 24,400 bilhões.

Aprenda hoje a investir em Small Caps e encontre as oportunidades escondidas na Bolsa.

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:

  • segunda-feira (7): +0,50% (130.776,27 pontos)
  • terça-feira (8): -0,76% (129.787,11 pontos)
  • quarta-feira (9): +0,09% (129.906,80 pontos)
  • quinta-feira (10): +0,13% (130.076,17 pontos)
  • semana: -0,04%
  • junho: +3,06%
  • 2021: +9,29%

Dólar

O dólar ficou praticamente estável nesta quinta. A moeda norte-americana desceu 0,07% e passou a valer R$ 5,0658.

  • segunda-feira (7): +0,03% a R$ 5,0369
  • terça-feira (8): -0,05% a R$ 5,0345
  • quarta-feira (9): +0,69% a R$ 5,0692
  • quinta-feira (10): -0,07% a R$ 5,0658
  • semana : +0,62% a R$ 5,0658

Euro

  • segunda-feira (7): +0,11% a R$ 6,1495
  • terça-feira (8): -0,40% a R$ 6,1251
  • quarta-fira (9): +0,64% a R$ 6,1646
  • quinta-feira (10): +0,16% a R$ 6,1742
  • semana: +0,51% a R$ 6,1742

Criptomoedas*

  • Bitcoin: +2,48% a R$ 184.647,47
  • Ethereum: +2,36% a R$ 12.416,59
  • Tether: +1,90% a R$ 5,07
  • Cardano: -2,09% a R$ 7,71
  • Binance: -3,61% a R$ 1.756,49

*(variação nas últimas 24h – corte: 17h)

Bolsa em Nova York e cenário mundial

As ações subiram em Wall Street na quinta-feira, com os investidores ignorando os números da inflação acima do esperado.

O Índice de Preços ao Consumidor dos EUA subiu 0,6% em maio, ante projeção de 0,4% e leitura anterior de 0,8%.

A variação anual é de 5%, quando o mercado aguardava 4,7%. A alta é a maior já registrada desde 2008.

O núcleo do IPC, que exclui alimentos e energia, subiu 0,7%, quando a projeção era de 0,4%. Na base anual, a variação é de 3,8%, também acima da projeção de 3,4%.

A inflação acima da expectativa do mercado tende a acender novamente o alerta de temor de alta dos juros antes do previsto pelo Federal Reserve (Fed). O banco central americano defende que a alta já era aguardada em um cenário de recuperação econômica e é temporária. A próxima reunião do Fed para decidir sobre juros acontece na quarta-feira (16).

O medo de um aumento da inflação pesou sobre o mercado de ações no mês passado, com os investidores preocupados que o salto nos preços aumentaria os custos das empresas, provocaria um movimento de alta nas taxas de juros e levaria o Federal Reserve a remover suas políticas atuais.

“Este IPC não deve mudar a narrativa dramaticamente e ainda há indícios de que o ímpeto da inflação deve diminuir nos próximos meses”, disse Adam Crisafulli, fundador da Vital Knowledge, em uma nota reproduzida pela CNBC.

E ainda há o seguro-desemprego. Na semana finalizada em 5 de junho, os novos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos ficaram em 376 mil, ante 385 mil da semana anterior.

O mercado aguardava leitura pouco melhor, de 370 mil.

Este resultado é o nível mais baixo para solicitações iniciais desde março do ano passado, quando foram de 256 mil.

A média móvel de pedidos em quatro semanas foi de 402,5 mil, com diminuição de 25,5 mil em relação à semana anterior.

Segundo análise do BTG Pactual (BPAC11), a nova aceleração nos índices inflacionários norte-americanos traz temores ao mercado, especialmente em relação à duração da alta nos preços.

Para o banco de investimentos, o dado da inflação pode ampliar o receio de agentes de mercado de que esta alta de preços não seja algo temporário. “Principalmente pela pressão no núcleo de inflação, desafiando o posicionamento do Federal Reserve (Fed), pressionando a instituição a retirar os estímulos”, informou trecho do relatório do BPAC11.

O relatório, no entanto, ressalta que o último dado do PCE (índice de inflação preferido pelo Fed) veio em linha com o esperado. Além disso, o último resultado do payroll foi considerado modesto, o que deve sustentar o discurso expansionista do Fed, de manutenção dos estímulos.

“Esperamos que esse número retome a tensão sobre o US Treasury 10, que negociava abaixo de 1,5%, o que pode estressar as bolsas mundiais e as moedas emergentes”, complementa o relatório do banco.

Já o Banco Central Europeu (BCE) manteve as taxas de juros e a orientação acomodatícia da sua política monetária em reunião realizada nesta quinta-feira (10).

A taxa de juro de refinanciamento, de cedência de liquidez e de depósito permanecem, assim, em 0%, 0,25% e -0,50%, respetivamente.

Segundo comunicado do BCE, as taxas seguem assim até que as perspectivas de inflação estejam, de maneira robusta, em um nível suficientemente próximo, mas abaixo, de 2%.

Hoje, o presidente dos Estados Unidos Joe Biden oficializou hoje a doação de 500 milhões de vacinas da Pfizer contra a covid-19. As doses serão entregues a países de baixa e média renda, entre os quais o Brasil não se enquadra, de modo que o país não vai receber nenhuma dessas vacinas.

Nova York

  • S&P: +0,47%
  • Nasdaq: +0,78%
  • Dow Jones: +0,06%

Europa

  • Euro Stoxx 600 (Europa): -0,02%
  • DAX (Alemanha): -0,06%
  • FTSE 100 (Reino Unido): +0,10%
  • CAC (França): -0,26%
  • IBEX 35 (Espanha): -0,24%
  • FTSE MIB (Itália): -0,40%

Ásia e Oceania

  • Shanghai (China): +0,54%
  • SZSE Component (China): +1,19%
  • China A50 (China): +0,75%
  • DJ Shanghai (China): +0,58%
  • Hang Seng HSI (Hong Kong): -0,13%
  • SET (Tailândia): -0,06%
  • Nikkei (Japão): +0,34%
  • ASX 200 (Austrália): +0,44%
  • Kospi (Coreia do Sul): +0,26%

Brasil: ambiente político e econômico

Hoje, os investidores brasileiros, como dos demais mercados, ficaram de olho nos dados econômicos divulgados nos Estados Unidos.

Mas por aqui, saíram dados como o de pedidos de recuperação judicial por parte de empresas, que chegou a 92 solicitações em maio deste ano, o que representa um aumento de 48,4% na comparação com abril, de acordo com levantamento feito pela Serasa Experian.

A maioria é de micro e pequenas empresas. Com relação a maio do ano passado (94), houve queda de 2,1% no total de solicitações.

Quando analisados os segmentos, serviços se destacou com 62 pedidos em maio de 2021, seguindo por comércio (15) e indústria (12).

Além disso, a capacidade de armazenamento agrícola no Brasil foi de 176,3 milhões de toneladas no segundo semestre de 2020, o que representa uma redução de 0,1% em relação ao semestre anterior. O número total de estabelecimentos ativos ficou estável em 7,9 mil. Os dados estão na Pesquisa de Estoques, divulgada hoje (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Entre as regiões, Sudeste e Sul tiveram quedas de 0,1% na armazenagem total e as demais mantiveram a estabilidade. A maior parte da armazenagem de grãos é feita em silos, que respondem por 49,5% da capacidade do país. No semestre analisado, o volume dos silos chegou a 87,3 milhões de toneladas, um aumento de 0,6% em relação ao primeiro semestre de 2020.

No campo político, o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia do Senado, Omar Aziz (PSD-AM), disse na abertura da reunião do colegiado, nesta quinta-feira, que vai recorrer do habeas corpus concedido pela ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), ao governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC). Amparado pela decisão, o governador não compareceu para depor ao colegiado para prestar depoimento hoje.

Em nota, Lima justificou que não pode se ausentar do estado, devido à onda de ataques ocorridos no Amazonas no fim de semana. Ele acrescentou que está coordenando uma operação em resposta aos ataques, que já resultaram em mais de 40 presos em todo o estado.

“Respeitamos a decisão, mas acredito que o governador do Amazonas perde uma oportunidade ímpar de esclarecer ao Brasil e ao povo amazonense o que de fato aconteceu no estado do Amazonas. O que aconteceu lá não é rotineiro. Faltou oxigênio, e o governador poderia explicar isso a todos”, destacou Omar Aziz.

Com a ausência de Wilson Lima, a reunião teve 23 novos requerimentos aprovados. Nessa lista, estão os que pedem a quebra dos sigilos telemático e telefônico dos ex-ministros Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, e Eduardo Pazuello, da Saúde.

Também terão os mesmos sigilos quebrados o assessor internacional da Presidência da República Filipe Martins, o empresário Carlos Wizard e o virologista Paolo Zanotto. A secretária do Ministério da Saúde Mayra Pinheiro também teve a quebra de sigilo aprovada pelo colegiado.

Bolsa: ações

Das 84 ações negociadas na bolsa, 55 subiram, 2 ficaram estáveis (ENEV3 e IRBR3) e as outras 27 caíram em relação à sessão anterior.

Mais negociadas

  • Vale (VALE3): R$ 111,83 (-0,33%)
  • B3 (B3SA3): R$ 16,00 (-2,44%)
  • Itaú Unibanco (ITUB4): R$ 33,14 (-0,36%)
  • Petrobras (PETR4): R$ 28,68 (+0,07%)
  • Bradesco (BBDC4): R$ 28,15 (+0,18%)

Maiores altas

  • Embraer (EMBR3): R$ 20,00 (+15,61%)
  • Locaweb (LWSA3): R$ 26,03 (+5,60%)
  • Braskem (BRKM5): R$ 59,46 (+4,26%)
  • Carrefour (CRFB3): R$ 23,59 (+3,24%)
  • B2W (BTOW3): R$ 68,12 (+2,99%)

Maiores baixas

  • Gol (GOLL4): R$ 26,25 (-4,37%)
  • Via (VVAR3): R$ 14,56 (-3,45%)
  • BR Distribuidora (BRDT3): R$ 26,78 (-3,11%)
  • B3 (B3SA3): R$ 16,00 (-2,44%)
  • Cyrela (CYRE3): R$ 24,95 (-2,42%)

Outros índices brasileiros

  • IBrX 100: +0,10% (55.770,39 pontos)
  • IBrX 50: -0,12% (21.698,92 pontos)
  • IBrA: +0,14% (5.248,60 pontos)
  • SMLL: +0,88% (3.194,70 pontos)
  • IFIX: -0,02% (2.831,30 pontos)
  • BDRX: +0,58% (12.434,39 pontos)

Commodities

Petróleo Brent (agosto)/barril

  • segunda-feira (7): -0,55% (US$ 71,49)
  • terça-feira (8): +1,02% (US$ 72,22)
  • quarta-feira (9): 0,00% (US$ 72,22)
  • quinta-feira (10): +0,42% (US$ 72,52)
  • semana: +0,47% (US$ 72,22)

Petróleo WTI (julho)/barril

  • segunda-feira (7): -0,56% (US$ 69,23)
  • terça-feira (8): +1,18% (US$ 70,05)
  • quarta-feira (9): -0,13% (US$ 69,96)
  • quinta-feira (10): +0,47% (US$ 70,29)
  • semana: +0,49% (US$ 70,29)

Ouro (agosto)/onça-troy

  • segunda-feira (7): +0,55% (US$ 1.902,20)
  • terça-feira (8): -0,15% (US$ 1.895,50)
  • quarta-feira (9): -0,01% (US$ 1.894,30)
  • quinta-feira (10): +0,27% (US$ 1.900,55)
  • semana: +0,66% (US$ 1.900,55)

Prata (julho)/onça-troy

  • segunda-feira (7): +0,59% (US$ 28,06)
  • terça-feira (8): -1,07% (US$ 27,72)
  • quarta-feira (9): +0,96% (US$ 28,00)
  • quinta-feira (10): +0,45% (US$ 28,13)
  • semana: +0,93% (US$ 28,13)

Com Wisir Research, BDM e CNBC