Bolsa: Razia traz as melhores (e as piores) rentabilidades em outubro

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

O quadro Podium das Empresas da Bolsa, apresentado pelo empresário e investidor Luiz Razia, segue fazendo sucesso no canal do EQI no YouTube. Para você que ainda não está inscrito, vamos mostrar o que bombou, e o que não deu certo no último mês.

Antes, porém, uma notícia não muito boa que, segundo o próprio Razia, “deve ter machucado muita gente que conta com uma carteira de renda 100% variável.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

“O Ibovespa teve uma bela de uma baixa no mês de outubro. O índice Ibovespa bateu 103.500 pontos, bela baixa pensando em 130 mil que chegou a alcançar em 2021. Lembrando que a gente tem uma cesta de ativos, então, pra cair 6.74 várias ações derreteram”, avisou.

As três ações que mais caíram na Bolsa

O Podium das Empresas da Bolsa de outubro começou com o investidor Luiz Razia apresentando as três que pior performaram no período.

A medalha de bronze ficou com a Alpargatas (ALPA4). Atrelada ao grupo Itaúsa, ela caiu 26,84%, e fechou ao preço de R$ 38,63. “Era uma das ações que mais vinha performando bem, e demorou a cair”, comentou Razia.

A segunda colocação foi para a Azul (AZUL4): 31,69% de queda, ao preço de R$ 24,87. “A gente sabe que o preço do combustível subiu, inclusive o do querosene, e também por conta da alta de juros. Empresa aérea é muito endividada por conta da alta de juros. Bastante queda para um mês só”, constatou o investidor.

A campeã (em queda) no mês de outubro foi a Méliuz (CASH3). Segundo Razia, ela vinha em uma crescente gigantesca. “Tinha vários canais de YouTube falando de cash3. Deve ter machucado muitas carteiras por aí”.

O pódio das vencedoras

Do outro lado da balança estão as três ações que melhor performaram na bolsa em outubro. Abrindo a lista está a Telefônica Vivo (VIVT3), com 7,08%, cotada a R$ 45,52. “Ação de baixa volatilidade, portanto, não vai ter muita oscilações. Teve o ganho em outubro e protegeu a carteira de quem está visando dividendos”, comentou Razia.

A segunda posição ficou com outra ação fundamentalmente de dividendos, a BB Seguridade (BBSE3), que teve alta de 10,73%, e foi negociada a R$ 22,09.

A campeã foi a Ambev (ABEV3), negociada a R$ 16,99, com alta de 11,05%. “Os resultados da empresa vieram bem. A Ambev há muito tempo era focada em dividendos, agora não é mais. Pagou-se muito no passado, agora passa por reestruturação, com cervejas artesanais”, finalizou Razia.

Aproveite que acabou de ler esse conteúdo e inscreva-se no canal do EQI no YouTube. Não se esqueça de ativar o sininho para receber as notificações e ficar por dentro do mundo dos investimentos.