Bolsa: Lojas Renner (LREN3) tem a maior alta desta sexta-feira e Natura (NTCO3), a baixa

Karin Barros
Jornalista com atuação nos dois principais jornais impressos da Grande Florianópolis por quase 10 anos. Costumo dizer que sou viciada em informação, por isso me encantei com a economia, que une tudo de alguma forma sempre. Atualmente também vivo intensamente o mundo da assessoria de imprensa e do PR.
1

Crédito: Lojas Renner

A maior alta do Ibovespa nesta sexta-feira (16) foi das Lojas Renner (LREN3) com 11,90% para R$ 46,90.

A varejista confirmou que cogita a possibilidade de oferta pública de ações, mas informou que o valor ainda não está definido.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

O mercado especula que possam ser levantados entre R$ 4 bilhões e R$ 4,5 bilhões.

Já a grande queda do dia foi da Natura (NTCO3) com -5,07% para R$ 50,16 tendo no radar evento com analistas e investidores fechado à imprensa, além de projeções para 2023 e revisão nas estimativas de sinergia com a Avon.

O grupo revisou projeção com a combinação de negócios com a Avon e agora espera capturar gradualmente, no período de 2020 a 2024, sinergias operacionais entre US$ 350 milhões e US$ 450 milhões em bases recorrentes anuais (considerando taxa de câmbio de 1 dólar para R$ 5).

A Natura&Co disse que o valor estimado não compreende os custos não recorrentes para a implementação das iniciativas atreladas a essas sinergias, calculados em aproximadamente US$ 230 milhões para o período de 2020 a 2024.

Bolsa sobe quase 3% na semana

Em dia de noticiário corporativo movimentado por aqui e novos recordes nas bolsas em NY, o Ibovespa (+0,34%) brigou para defender a marca dos 121 mil pontos (121.036).

Na semana, acumulou alta de 2,93%. Relatos no mercado de que Lira sinalizou nesta sexta, em encontro com traders, uma solução conciliadora para o Orçamento ajudaram a sustentar a bolsa.

O giro de negócios foi de R$ 35,3 bilhões e tem tudo para disparar na próxima segunda-feira com o exercício das opções.

As varejistas brilharam. Um dia depois de ter saltado quase 30%, Hering ON HGTX3 ampliou o rali (+6,66%), na segunda melhor colocação do Ibovespa.

Cobiçada pela Arezzo, a empresa pode ser alvo de uma proposta de combinação de negócios ainda mais convidativa, acreditam analistas.

Privatização da Eletrobras volta à cena

Também as ações da Eletrobras foram protagonistas de alta.

Os papéis PNB ELET6, +5,15%, e ON ELET3, 3,95%, ocuparam o terceiro e o quarto lugar, respectivamente, na lista das melhores valorizações do dia.

Reproduziram a sinalização de Lira, no evento com executivos do mercado, de que a discussão da privatização terá início até fim de maio.

Ainda entre as estatais, Petrobras PN PETR4 caiu 0,61%, a R$ 22,95, e ON PETR3, -1,18%, a R$ 22,65, de carona na queda do petróleo.

As ações também exibiram alguma dose de cautela com o futuro da política de preços da companhia, em meio à troca de comando, com a confirmação nesta sexta, pelo conselho de administração, do general Joaquim Silva e Luna na presidência da empresa.

Siderúrgicas

O PIB chinês forte, de 18,3% no 1TRI, sustentou a Vale VALE3 (ON, +0,43%) e as siderúrgicas.

CSN ON (CSNA3, +1,93%) teve ainda seu rating elevado pela Moody´s, de B2 para Ba3, com perspectiva estável.

Usiminas PNA USIM5 ganhou 2,95%. Os bancos também foram bem: Bradesco PN (BBDC4), +1,16%, a R$ 26,10, e Itaú ITUB4, +1,12%, a R$ 27,95.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.