Bolsa: GPA (PCAR3) tem a maior alta nesta sexta-feira e Braskem (BRKM5), a baixa

Karin Barros
Jornalista com atuação nos dois principais jornais impressos da Grande Florianópolis por quase 10 anos. Costumo dizer que sou viciada em informação, por isso me encantei com a economia, que une tudo de alguma forma sempre. Atualmente também vivo intensamente o mundo da assessoria de imprensa e do PR.

Crédito: Divulgação

A maior alta do Ibovespa nesta sexta (30) foi do GPA (PCAR3) com 4,30% para R$ 40,73, após informar na quinta-feira (29) que, em Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária, foi aprovada a distribuição de dividendos e juros sobre o capital próprio (JCP) no montante total de R$ 583,65 milhões, referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2020.

Já a maior queda do dia ficou com a Braskem (BRKM5) com -6,89% para R$ 52,50, embolsando ganhos de 32,28% em abril e novos problemas causados pela exploração de sal-gema em Maceió (AL).

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Ibovespa entrega os pontos

O Ibovespa entregou os 119 mil pontos na reta final do pregão, fechando na mínima (118.893,84 pontos), em queda de 0,98%, o que diminuiu os ganhos de abril a 1,94%.

O giro financeiro foi robusto, em R$ 41,6 bilhões. Antes, o índice havia ensaiado resistência à realização de lucros em NY, mas o ímpeto de venda virou bancos e Petrobras, que impediam quedas maiores.

Entre os indicadores do dia, a taxa de desemprego na Pnad Contínua, que atingiu 14,4% no trimestre até fevereiro, e o setor público, com superávit de R$ 4,981 bilhões, vieram melhores que as expectativas.

Cenário preocupante

Por outro lado, o avanço da covid-19 no Brasil, que alcançou marca de 400 mil mortes, e a CPI contribuem para o cenário preocupante.

Queda de 1,44% do minério de ferro em Qingdao afetou Vale ON (VALE3), -2,62%, e siderúrgicas: Usiminas PNA (USIM5) cedeu 1,48%, Gerdau PN (GGBR4) -3,40%, Gerdau Metalúrgica PN (GOAU4) -2,56% e CSN ON (CSNA3) -2,09%.

Já Petrobras zerou ganhos (PETR3, +0,09%; PETR4, +0,00%), após sessão descolada do petróleo, cujo rali de três dias chegou hoje ao fim. Já Suzano (SUZB3) aproveitou o dólar alto, avançando 1,52%.

Bancos em baixa

Às vésperas dos balanços, bancos desaceleraram: Bradesco ON (BBDC3), -0,39% e BBDC4 +0,34%.

Itaú Unibanco PN (ITUB4), +0,77% e Santander (SANB11) saiu da estabilidade para -1,28%.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3