Bolsa: Equatorial (EQTL3) tem a maior alta nesta quarta-feira e YDUQS (YDUQ3), a baixa

Karin Barros
Colaborador do Torcedores

Crédito: Freepik

A maior alta do Ibovespa nesta quarta-feira foi da Equatorial Energia (EQTL3) com 8,39% para R$ 24,80 após vencer leilão de privatização da CEEE-D.

Já a grande queda do dia foi da YDUQS (YDUQ3) com -4,74% para R$ 26,71.

O papel da holding educacional caiu devido às incertezas na contenção do avanço da pandemia no Brasil e o seu impacto na economia real.

Crises domésticas

Apesar de NY otimista, a sessão foi de muita oscilação para o Ibovespa, que chegou a tocar os 115 mil pontos (115,932,42 na mínima), mas reagiu na reta final, fechando em queda de 0,18%, aos 116,633,72 pontos, com máxima de 117.248,51 e volume de R$ 32,1 bilhões.

Em março, o índice se valorizou 6%, mas, no ano, ainda perde 2%.

O comportamento cauteloso foi atribuído às crises domésticas, após relator do orçamento falar em corte de R$ 10 bilhões em emendas, considerado insuficiente para cumprir o teto de gastos.

Petrobras e siderúrgicas

Apesar do recuo do petróleo, Petrobras ON (PETR3) subiu 1,53%, a R$ 23,94, e Petrobras PN (PETR4), +1,13%, a R$ 24,10, com sinalização mais positiva sobre política de preços dos combustíveis.

Na contramão da queda de 0,86% do minério, CSN (CSNA3), +2,79%; Gerdau (GGBR4), +4,71%;  Vale (VALE3), +0,93%.

Na ponta negativa, os bancos recuaram. Bradesco (BBDC3), -1,96%; Bradesco PN (BBDC4), -2,16%; Itaú (ITUB4), -1,93%.