A bolsa em alta! Mas a sua estratégia pode estar errada

A bolsa brasileira já ultrapassa os 100 mil pontos. Suas estratégias já são as melhores para aproveitar a alta no mercado de ações brasileiras?

Carlos Henrique de S. e Silva
null
Negócio foto criado por ijeab - br.freepik.com

Crédito: Foto criada por ijeab - br.freepik.com

Durante o ano de 2019, o Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, ultrapassou uma marca histórica: os 100 mil pontos.

Em síntese, isso sinaliza que a média das ações brasileiras subiu aproximadamente 14% desde o início de 2019. Considerando que o a Selic está sendo ajustada para a expectativa de 5,00% ao fim desse ano, o mercado de ações é hoje uma das melhores alternativas de investimento dentre as aplicações brasileiras.

Entretanto, as estratégias mais rentáveis talvez não estarão em Commodities ou nas instituições financeiras como eram antigamente.

A bolsa valorizou 14%, mas você poderia ter ganho o dobro!

Ganhar o dobro

Por jcomp – br.freepik.com

Vamos fazer um exercício rápido: pense em 3 boas empresas da bolsa brasileira, conhecidas e que não têm chance de falir.

Aposto que alguma dessas companhias que pensou foi Itaú, Bradesco, Petrobrás, Vale, Banco do Brasil e/ou Santander. Acertei? Bom, de fato essas são as ações que mais correlacionam com o índice Bovespa, não só pela solidez das companhias como, consequentemente, pela negociação diária dos papéis.

Porém, essas empresas talvez não serão as que mais rentabilizarão seu dinheiro caso você seja investidor.

Esteja sempre um passo a frente

A antecipação do movimento, como no Xadrez, garante ao investidor a vantagem em relação ao mercado. Caso a análise do investidor esteja correta, naturalmente o preço da ação tenderá a subir.

Um ótimo exemplo é a ação da Magazine Luíza, empresa do setor de varejo brasileiro.

A ‘Magalu’, do início de 2019 até o fim de agosto/19, valorizou 56%. Ou seja, o investidor que comprou R$ 100.000,00 no dia 02/01 e vendeu no dia 30/08, recebeu R$ 156.000,00.

Em suma, em um período de 8 meses, quem investiu nessa ação viu seu capital aumentar 56% enquanto o investidor que optou pela Selic viu seu patrimônio crescer somente 3,73%.

O mercado das ações menos conhecidas e mais rentáveis

SMAL11 vs BOVA11

Gráfico por Investing.com

Certamente, caso você tenha algum interesse no mercado financeiro, já deve ter ouvido a denominação Small Caps.

A denominação em inglês é uma nomenclatura dada às ações de menor negociação. Desse modo, ações que não têm volumes grandes de compra e venda diariamente.

As Small Caps são empresas que com potencial de crescimento, mas ainda cautelosamente sendo analisadas e avaliadas pelo mercado, tantos os pequenas quanto os investidores institucionais, a fim de verificar uma possível injeção de capital.

No gráfico, estamos comparando dois ETFs: o SMAL11 (em azul) e o BOVA11 (em roxo).

Assim, o SMAL11 representa uma carteira teórica das ações Small Caps e valorizou 22,80% de janeiro à setembro. Já o BOVA11, replica o índice Bovespa valorizando 13,29%.

Você deve ficar atento às Small Caps!

Por serem menos negociadas na bolsa e, consequentemente, terem menor liquidez, as ações com essa característica tendem a apresentar uma volatilidade alta em relação à ações mais líquidas.

Desse modo, a ‘vol’ desses ativos são benéficos, no gráfico abaixo podemos comparar 3 ações Blue Chips (grandes empresas da bolsa brasileira) e 3 ações Small Caps:

Tendo como base o período de 2019 até o dia 12 de setembro deste mesmo ano, as ações que mais rentabilizaram são de empresas consideradas Small Caps: Lojas Renner (LREN3), Localiza (RENT3) e VVAR3 (Via Varejo).

Por outro lado, as ações consideradas Blue Chips como Petrobrás (PETR4), Ambev (ABEV3) e Itaú-Unibanco (ITUB4) tiveram valorização mais próxima do Ibovespa e majoritariamente abaixo das Small Caps analisadas.

Potencial de crescimento e risco

Seguindo a lei do mercado, o potencial de ganho é proporcional ao risco. E, as Small Caps não são exceção.

A volatilidade das ações dessa denominação tendem a ser maiores que as Blue Chips principalmente pelo volume de negociação e o Valuation (Valor da empresa no mercado).

Consequentemente, a probabilidade do ativo ter correlação baixa com o Ibovespa é bem plausível, não necessariamente significando que ficará acima do índice.

Os setores que mais prometem em 2019/2020

O Brasil ensaia uma recuperação econômica, em suma, isso representa melhoras em setores específicos inicialmente. E quais são os setores que tendem a “puxar a economia”?

Varejo – Recuperação do poder de compra

Varejo brasileiro

Foto por mrsiraphol – br.freepik.com

O setor das empresas do comércio varejista brasileiro tende a ser um dos mais expressivos na retomada econômica.

De acordo com os dados do IBGE de Julho/19, o varejo brasileiro avançou 4,1% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Esse indicador representa as vendas de artigos de uso pessoal e doméstico, itens vendidos em mercados, materiais de construção além de outros itens.

Desse modo, a expectativa é que as grandes empresas no setor varejista como Magazine Luiza, Via Varejo, Lojas Renner, B2W e BR Malls.

Setor de serviços – Logística e locação de veículos

Serviços

Foto por jcomp – br.freepik.com

O setor de serviços, consequentemente, tende a acompanhar o setor de varejo por serem correlacionados.

A lógica é simples: são necessários modais logísticos para transportar bens pelo país.

Em síntese, as grandes companhias ligadas a disponibilização de serviços logísticos tendem a ter protagonismo com a retomada do varejo.

Porém, não somente as empresas de logística, mas as empresas de locação de veículos automotores estão cotadas para aproveitar a alta demanda de aplicativos de transporte e seus motoristas parceiros.

Dessa maneira, as empresas que tendem a se valorizar com uma possível retomada econômica serão Log-in, Rumo, Localiza, Movida Locamerica.

Bolsa brasileira à 125 mil pontos

Bons tempos ainda estão por vir. A avaliação do mercado é de que ainda cheguemos aos 125 mil pontos do Ibovespa em 2020.

O analista chefe da XP Investimentos, Karel Luketic, acredita que cheguemos ao patamar de 125 mil pontos caso “a agenda reformista for bem executada”.

De todo modo, há análise do Itaú BBA é ainda mais otimista, projetando o principal índice da bolsa brasileira à 132 mil pontos.

Bull Market – pegue o touro pelos chifres!

Bull Market

Foto por 4045 – br.freepik.com

A antecipação da valorização da bolsa é o que garantirá ao investidor posicionado “surfar a onda” otimista do mercado.

As melhores posições justificam o crescimento da economia e representarão a confiança do consumidor, empresário e investidor brasileiro.

De todo modo, oscilações ocorrerão, mas se a convicção otimista estiver correta, estamos passando por um ciclo virtuoso no mercado brasileiro.

Quando, onde e quanto investir

O teste de perfil de investidor criado pela equipe da Euqueroinvestir.com pode ser usado como base para você identificar seu perfil como investidor: conservador, moderado ou agressivo.

Conhecer o próprio perfil como investidor e ter claro o objetivo com os investimentos, é a base para identificar os melhores investimentos, afinal, não existe o melhor investimento, o que existe é o melhor investimento para o perfil e objetivo do investidor.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

No entanto, o teste de perfil é só o começo, o primeiro passo em sua caminhada enquanto investidor. Entender mais profundamente seu perfil e ter claro os objetivos quanto a prazos de investimentos, é uma tarefa um pouco mais sofisticada e exige uma análise mais criteriosa.

Quando e onde investir

O primeiro passo sempre será conhecer seus limites, sua tolerância a risco. Não entender seus próprios limites pode levá-lo a tomar as piores decisões com seus investimentos.

Por este motivo, sugerimos que todo investidor - experiente ou iniciante - conheça seu perfil. Se busca obter ganhos mais altos aceitando certa volatilidade ou se prefere maior segurança com retornos garantidos.

Entender mais profundamente o seu perfil como investidor e seus objetivos quanto a prazos de investimentos é uma tarefa um pouco mais sofisticada que um teste feito em qualquer ferramenta na internet, exige uma análise mais criteriosa e dedicada para cada pessoa.

os perfis de investidores

Para ter uma visão precisa do perfil é preciso considerar histórico como investidor, fatores pessoais e até profissionais que um teste da internet não considera.

Esta é a função do Assessor de Investimentos

Entender o investidor em uma profundidade maior que um teste de perfil na internet. É a nossa função como uma empresa especializada em educação financeira.

O primeiro passo é fazer uma conversa de 5 a 10 minutos com um membro da nossa equipe para levantar as primeiras informações e então agendar a conversa com um Assessor de Investimentos. É ele quem vai se aprofundar no seu histórico como investidor, seu momento de vida, seus planos futuros e então te indicar para produtos recomendados para seu perfil de investidor.

Confirme seus dados no formulário abaixo e nossa equipe vai entrar em contato com você para fazer a avaliação de seu perfil e avaliar o alinhamento com seus atuais investimentos.