Bolsa dispara 1,85% no fechamento desta segunda-feira

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Arte / EQI

A bolsa de valores operou em forte recuperação nesta segunda-feira (13), subindo 1,85%, aos 116.403 pontos. O cenário nacional mais favorável contribuiu para a alta do Ibovespa.

A movimentação financeira na B3 para esta segunda foi de R$ 24,09 bilhões.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

O Boletim Focus desta semana trouxe estimativa de Selic a 8% até dezembro, ante 7,63% da semana passada.

A alta na projeção vem após o IPCA de agosto, que subiu 0,87%, acima da projeção de 0,71% do mercado. O IPCA já acumula altas de 5,67% no ano e de 9,68% nos últimos 12 meses.

O Focus aumentou ainda a projeção para o indicador de inflação, também batendo em 8%, na 23ª alta consecutiva. Era 7,05% há quatro semanas.

O PIB, por sua vez, teve projeção reduzida pela quinta vez, de 5,15% para 5,04%. Era de 5,28% há quatro semanas.

Os próximos dias devem ser de muita especulação sobre para onde irá a Selic, taxa básica de juros, atualmente em 5,25%. É que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central volta a se reunir nos dias 21 e 22 de setembro.

No último encontro, já foi sinalizada mais uma alta de 1%, mas o mercado aumenta as apostas com dados de inflação preocupantes.

Paralelamente, a PEC dos Precatórios e a reforma administrativa podem ser votadas na Câmara esta semana.

Bolsa: ações

Das ações negociadas na bolsa, 84 subiram e 7 caíram em relação à sessão anterior.

Mais negociadas

AtivoTickerCotaçãoVariação
ValeVALE3R$ 94,76-0,05%
PetrobrasPETR4R$ 26,23+3,51%
Itaú ITUB4R$ 29,17+1,25%
BradescoBBDC4R$ 21,37+2,05%
Magazine LuizaMGLU3R$ 17,44+1,51%

 

Maiores altas

AtivoTickerCotaçãoAlta
MéliuzCASH3R$ 6,6612,31%
Banco PanBPAN4R$ 17,209,14%
CVCCVCB3R$ 22,169,06%
YduqsYDUQ3R$ 25,067,74%
Banco InterBIDI4R$ 21,407,21%

 

Maiores baixas

AtivoTickerCotaçãoQueda
MarfrigMRFG3R$ 21,36-7,05%
SuzanoSUZB3R$ 59,70-1,58%
PetzPETZ3R$ 26,09-1,36%
TotvsTOTS3R$ 37,97-0,60%
CCRCCRO3R$ 11,71-0,59%

Cenário mundial

No exterior, seguem as preocupações com a delta e com a inflação, o que ainda deixa dúvidas sobre quando o Federal Reserve (Fed) deve iniciar o tapering (retirada das atuais injeções mensais de US$ 120 bilhões).

Para o banco central americano, a movimentação depende de bons indicadores de inflação e emprego e de Covid sob controle, o que vem encontrando dificuldade nos EUA devido à resistência de parcela da população à vacinação.

Na terça-feira (14) será divulgado o Índice de Preços a Consumidor (IPC) dos EUA. Na sexta (10), foram divulgados os preços ao produtor, que subiram 0,7% em agosto e 8,3% ao ano – maior aumento desde novembro de 2010.

Os gargalos na cadeia de fornecimento, a falta de estoques e a alta das commodities devem encarecer os preços ao consumidor também e a expectativa é de alta de 5,3% para o IPC na comparação anual.

Dólar e Euro

O dólar para hoje reportou uma queda de 0,83%, cotado a R$ 5,223, devolvendo a alta do pregão anterior. Na sexta, a cotação havia subido 0,77%, para 5,2679.

O Euro seguiu na mesma direção e fechou o dia em queda de 0,88%, cotado a R$ 6,167.

Criptomoedas*

  • Bitcoin: -0,93% a R$ 234.594,02
  • Ethereum: -2,89% a R$ 17.084,40
  • Tether: +1,87% a R$ 5,22
  • Cardano: -7,22% a R$ 12,76
  • Binance: -2,68% a R$ 2.089,68

*(variação nas últimas 24h – corte: 17h)

Europa

  • Euro Stoxx 50 (Europa): +0,46%
  • DAX (Alemanha): +0,59%
  • FTSE 100 (Reino Unido): +0,56%
  • CAC (França): +0,20%
  • IBEX 35 (Espanha): +1,39%

Ásia e Oceania

  • Shanghai (China): +0,33%
  • Hang Seng HSI (Hong Kong): -1,50%
  • SET (Tailândia): -0,10%
  • Nikkei (Japão): +0,22%
  • ASX 200 (Austrália): +0,25%
  • Kospi (Coreia do Sul): +0,07%

Commodities

 

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3

  • Petróleo Brent (novembro)/barril: +1,06% (US$ 73,69)
  • Petróleo WTI (outubro)/barril: +1,41% (US$ 70,70)
  • Ouro (dezembro)/onça-troy: +0,15% (US$ 1.794,70)
  • Prata (dezembro): -0,53% (US$ 23,77)