Bolsa: Lojas Renner (LREN3) lidera alta e Braskem (BRKM5), a baixa

Karin Barros
Jornalista com atuação nos dois principais jornais impressos da Grande Florianópolis por quase 10 anos. Costumo dizer que sou viciada em informação, por isso me encantei com a economia, que une tudo de alguma forma sempre. Atualmente também vivo intensamente o mundo da assessoria de imprensa e do PR.
1

Crédito: Lojas Renner

A Lojas Renner (LREN3), cujo balanço será divulgado no próximo dia 31 de agosto, foi a maior alta do Ibovespa nesta terça-feira (25), enquanto a Braskem (BRKM5) ficou com a maior baixa da sessão.

Expectativas positivas explicam as maiores altas do Ibovespa, explica Marcia Pinheiro. Para as Lojas Renner (LREN3), com alta de 4,29% para R$ 43,79, analistas consideram que o e-commerce em grande parte ajudou a segurar as receitas do setor. Também acreditasse no otimismo dos investidores com as varejistas de moda, após a divulgação dos resultados da Marisa (AMAR3), em que as ações saltaram 8,4% após o balanço.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Em terceiro lugar ficou mais uma varejista, a catarinense Hering (HGTX3), com alta de 3,17% para R$ 17,90, na mesma lógica da Renner.

Mais altas no índice

A Rumo ON (RAIL3) subiu 3,48%, para R$ 23,19. Na noite de segunda (24), a empresa precificou ação em oferta subsequente (follow on) em R$ 21,72, com venda integral do lote adicional. A Eletrobras PN (ELET6 ELET3) valorizaram 3,11% e 2,17%, respectivamente, porque o senador Eduardo Braga (MDB-AM), cotado para ser relator da questão, declarou que o assunto está mais “pacificado” no governo.

Por fim, Hypera Pharma (HYPE3), com quase 20 anos de mercado, teve alta de 3,04% para R$ 33,27.

Queda-de-braço com os mexicanos

Já a maior queda do índice Ibovespa desta terça-feira foi a Braskem (BRKM5), com -3,51% para R$ 23,35. Segundo Lucia Boldrini, a empresa enfrenta pressão do governo mexicano pela revisão do contrato da Braskem Idesa, petroquímica mexicana controlada pela empresa brasileira, no fornecimento de etano firmado em 2010 com a Pemex.

O contrato entre a Petróleos Mexicanos (Pemex) e o consórcio formado pela  Braskem (BRKM5), controlada pela Odebrecht, e o Grupo Idesa de México, foi assinado há uma década, na gestão do ex-presidente Felipe Calderón (2006-2012).

O site Money Times coloca que em uma transmissão no YouTube no último sábado, o presidente Andrés Manuel López Obrador disse que sua estimativa foi baseada no que ele descreveu como prováveis ​​subsídios injustos e multas pagas pelo não cumprimento dos termos do acordo que ele descreveu como “leonino”. Ele citou uma perda para a nação de cerca de 15 bilhões de pesos.

O risco dessa queda-de-braço da Braskem com o governo mexicano é o de que alguma ação judicial possa gerar uma indenização ou pagamento de compensações, impactando os resultados da Braskem.

Cielo segue em busca de soluções

Em segundo lugar entre os menores índices ficaram os papéis da Cielo (CIEL3), que pouco antes do fim lideravam as quedas na sessão, em um movimento de realização de lucros após a recente alta dos últimos pregões, quando bateu na caso dos R$ 4,86.

Sem nenhuma informação específica, os investidores da Cielo seguem no aguardo de novidades sobre os testes do WhatsApp Pay para soluções de pagamentos. O Banco Central está em tratativa com os responsáveis pela solução de pagamento do Whatsapp para melhor entendimento da solução.

Apareceram entre as baixas ainda a JBS S.A (JBSS3), Azul Linhas Aéreas (AZUL4) e BTG Pactual (BPAC11).

Bolsa: ações

Das 75 ações negociadas na bolsa, 32 subiram, duas mantiveram-se estáveis e 41 recuaram em relação ao dia anterior.

A Cosan Logística (RLOG3) comunicou ontem que o conselho de administração da Rumo (RAIL3), empresa do grupo Cosan, aprovou aumento do capital social no montante de R$ 6,4 bilhões.

Desse modo, serão emitidas 294.252.874 ações ordinárias, no âmbito da oferta pública primária.

O preço por ação foi definido em R$ 21,75. Daí, que a Rumo ganhou mais 3,48%.

A Eletrobras está próximo de ver o governo e o Congresso Nacional chegarem a um acordo para avançar com a privatização da companhia. A apetitosa notícia para os investidores fez os papéis preferenciais da estatal (ELET6) subirem 3,11%, enquanto as ações ordinárias ganharam 2,17%.

Ontem, a Lojas Marisa (AMAR3) divulgou um prejuízo líquido de R$ 171,7 milhões no segundo trimestre de 2020.

É um incrível aumento de 507% do prejuízo na comparação com igual período do ano passado.

Mesmo assim, os analistas vislumbram que o pior da pandemia ficou para trás (é o que todos esperam, embora os números… bem, os números não mentem) e isso fez com que as ações da varejista subissem 6,80%.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Os contratos futuros de minério de ferro negociados em Dalian, na China, caíram 2,92%. Isso refletiu diretamente na Vale (VALE3), que acabou caindo 2,13%.

Mais negociadas

  • Vale (VALE3): R$ 61,62 (-2,13%)
  • Via Varejo (VVAR3): R$ 20,70 (+1,72%)
  • Rumo (RAIL3): R$ 23,19 (+3,48%)
  • Petrobras (PETR4): R$ 22,87 (-0,44%)
  • Itaú Unibanco (ITUB4): R$ 24,30 (-0,74%)

Maiores altas

  • Lojas Renner (LREN3): R$ 43,79 (+4,29%)
  • Rumo (RAIL3): R$ 23,19 (+3,48%)
  • Hering (HGTX3): R$ 17,90 (+3,17%)
  • Eletrobras (ELET6): R$ 38,46 (+3,11%)
  • Hypera (HYPE3): R$ 33,27 (+3,03%)

Maiores baixas

  • Braskem (BRKM5): R$ 23,35 (-3,51%)
  • Cielo (CIEL3): R$ 4,86 (-3,38%)
  • JBS (JBSS3): R$ 23,78 (-3,02%)
  • Azul (AZUL4): R$ 21,95 (-2,75%)
  • BTG Pactual (BPAC11): R$ 81,10 (-2,75%)

Outros índices brasileiros

  • IBrX 100: -0,11% (43.279,59 pontos)
  • IBrX 50: -0,22% (16.692,21 pontos)
  • SMLL: +0,67% (2.482,00 pontos)
  • IBrA: -0,05% (4.050,67 pontos)

Commodities

O petróleo reforçou a alta de ontem, ganhando mais ainda nas duas referências: o Brent subiu 1,62% e o WTI, 1,71%.

  • Brent (para outubro): US$ 45,86 (+1,62%)
  • WTI (para outubro): US$ 43,35 (+1,71%)

O ouro voltou a cair, dessa vez em 0,83%, ainda como reflexo das notícias chegando de Washington e, no caso de hoje, de Pequim. A retomada das negociações entre EUA e China fez os investidores partirem para a Bolsa.

  • Ouro (dezembro): US$ 1.923,10 (-0,83%)