Bolsa: GPA (PCAR3) tem maior alta e Localiza (RENT3), a baixa

Karin Barros
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação

O Grupo Pão de Açúcar (PCAR3), empresa de comércio varejista brasileira controlada pelo grupo francês Casino, foi a maior alta do índice Ibovespa desta quinta-feira (10), com aumento de 14,80% para R$ 71,35.

Já a maior queda ficou com a Localiza Hertz, especializa em aluguel de automóveis, com – 5,38% para R$ 51,95.

As empresas do ramo de alimentos e frigorífico BRF (BRFS3), JBS (JBSS3) e Minerva Foods (BEEF3) também tiveram alta pelo aumento de demanda global por proteínas, sobretudo a China.

A Gol Linhas Aéreas (GOLL4) teve alta após o anúncio que planeja expandir a operação para 300 voos por dia a partir deste mês.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

De olho no atacarejo

O Grupo Pão de Açúcar iniciou um estudo para a segregação do Assaí, que opera os negócios de cash and carry (atacarejo).

Primeiro, a participação acionária detida pelo Assaí no Amacenes Éxito será transferida para o GPA. Depois, ocorrerá uma cisão parcial do GPA.

Em seguida, a empresa vai listar as ações do Assaí no Novo Mercado da B3, e dos ADRs da empresa na bolsa de Nova York. Finalmente, as ações de emissão do Assaí serão distribuídas aos acionistas do GPA.

Acesso direto

De acordo com a empresa, o objetivo da transação é liberar o pleno potencial dos negócios de cash & carry e varejo tradicional da companhia, permitindo que operem de forma autônoma.

Além disso, a operação permitirá acesso direto ao mercado de capitais e a outras fontes de financiamento.

Em relatório, o Itaú BBA afirmou que a iniciativa do GPA “faz sentido” porque tem como objetivo refletir o valor dos diferentes ativos do grupo de forma individual.

Segundo o banco, o Assaí deve valer R$ 27 bilhões separadamente, considerando uma relação Preço/Lucro de 22,5 vezes e margem líquida de 3,4% em 2021. A ação foi recomendada por várias casas de respeito, como Credit Suisse e Safra.

Varejo e turismo em queda

A forte alta da primeira prévia do IGP-M de setembro (+4,41%) desanimou os setores ligados ao varejo e turismo, pelo temor de alta dos juros.

Logo, as maiores quedas do Ibovespa foram Localiza ON (RENT3) com 5,38%, e Lojas Renner ON (LREN3) com 4,42%.

Na última terça-feira (8), nos Estados Unidos, com o fim da parceria com a The Hertz Corporation e a Hertz Systems, a Localiza (RENT3) teve uma valorização de 7,99%, e nesta quinta sofreu esse declínio.

Ações da siderurgia em queda

O dia foi bastante negativo para o Ibovespa, que seguiu os passos de Nova York. A oscilação do dólar e a queda do minério de ferro em 0,36% em Qingdao surraram as ações de siderurgia/mineração.

CSN ON (CSNA3) caiu 2,72%,  Gerdau PN (GGBR4) -.3,31%, Gerdau Metalúrgica PN (GOAU4) -3,84%, Vale ON (VALE3) -2,45% e Usiminas PNA (USIM5) -3,75%.

Por sua liquidez e importância no índice, o setor bancário também foi devastado.

Banco do Brasil ON (BBAS3) recuou 2,08%, Bradesco ON (BBDC3) -3,35% e PN (BBDC4) -3,29%. A unit do BTG (BPAC11) fechou em baixa de 2,92%, Itaú Unibanco (ITUB4) -2,13%  e Santander Unit (SANB11) -3,06%.

Queda do petróleo

Com a forte queda do petróleo, pelo aumento dos estoques nos Estados Unidos, Petrobras ON (PETR3) caiu 3,78% e PN (PETR4) -2,68%.

Bolsa: ações

Das 77 ações negociadas na bolsa, apenas 7 subiram e todas as outras 70 desceram em relação ao dia anterior.

Outro destaque ficou com a Biosev (BSEV3), que subiu 7,36%, ao confirmar que está em tratativas “preliminares” de negociação de uma possível venda para a empresa de açúcar e biocombustíveis Raízen Energia, joint venture da Cosan (CSAN3) e Shell.

A Cosan (CSAN3), entretanto, desceu 3,51%.

Após contestação do ajuste do plano de recuperação judicial da Oi, os papéis ordinários e preferenciais da empresa despencaram. O problema vem de ontem. OIBR3 caiu 7,78% e OIBR4, 7,72%.

Depois de ter aprovado, terça-feira (8), nos Estados Unidos o fim da parceria com a The Hertz Corporation e a Hertz Systems, a Localiza (RENT3) teve uma valorização de 7,99%, mas na sessão de hoje perdeu 5,38%.

Mais negociadas

  • Magazine Luiza (MGLU3): R$ 88,25 (-3,23%)
  • Pão de Açúcar (PCAR3): R$ 71,35 (+14,80%)
  • Petrobras (PETR4): R$ 22,11 (-2,68%)
  • Via Varejo (VVAR3): R$ 18,02 (-2,65%)
  • Vale (VALE3): R$ 58,53 (-2,45%)

Maiores altas

  • Pão de Açúcar (PCAR3): R$ 71,35 (+14,80%)
  • BRF (BRFS3): R$ 20,62 (+3,72%)
  • JBS (JBSS3): R$ 22,53 (+2,41%)
  • Gol (GOLL4): R$ 20,25 (+2,07%)
  • Minerva (BEEF3): R$ 12,93 (+2,05%)

Maiores baixas

  • Localiza (RENT3): R$ 51,92 (-5,38%)
  • Lojas Renner (LREN3): R$ 44,07 (-4,42%)
  • PetroRio (PRIO3): R$ 39,59 (-4,16%)
  • Hapvida (HAPV3): R$ 65,50 (-4,09%)
  • Sabesp (SBSP3): R$ 48,12 (-3,95%)

Outros índices brasileiros

  • IBrX 100: -2,45% (41.911,44 pontos)
  • IBrX 50: -2,55% (16.096,59 pontos)
  • IBrA: -2,43% (3.922,28 pontos)
  • SMLL: -2,08% (2.424,01 pontos)
  • IFIX: +0,16% (2.793,01 pontos)

Commodities

Os preços do petróleo voltaram a descer, assim como as bolsas pelo mundo. O Brent perdeu 1,79% e o WTI, 1,97%.

Ainda há muitas preocupação sobre a retomada da demanda acontecer em 2020. A desconfiança segue firme.

  • Brent (para novembro): US$ 40,06 (-1,79%)
  • WTI (para outubro): US$ 38,05 (-1,97%)

O ouro voltou a subir nesta quinta, ganhando mais 0,48%, após o ultimato dado pela União Europeia à Grã-Bretanha sobre um acordo pós-Brexit. A tensão sobe e isso pode afetar o acordo da Grã-Bretanha também com os Estados Unidos. O dólar deu uma variada, o ouro subiu.

  • Ouro (dezembro): US$ 1.964,30 (+0,48%)

Com Wisir Research

Aumente seus ganhos. Consulte nossa Planilha de Monitoramento de Carteira