Bolívia convoca novas eleições presidenciais sem Evo Morales

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.

Crédito: Agência Brasil

Cercada de denúncias de fraude, a eleição presidencial realizada em outubro e que manteve o partido de Evo Morales no poder será anulada e abrirá caminho para um novo chefe de Estado na Bolívia.

Senadores e deputados aprovaram no sábado (23) um projeto de lei que permitirá a convocação de uma nova eleição presidencial para o país sem a presença de Morales entre os candidatos do pleito.

“Na ausência de considerações importantes, esta lei é sancionada, consulte o Poder Executivo para fins constitucionais”, disse o presidente da Câmara, Sergio Choque, ao final da sessão que teve a Lei do Regime Excepcional e Transitório aprovada por unanimidade.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

O texto, agora, segue para a aprovação da presidente interina do país, Jeanine Áñez, que assumiu o posto após uma sucessão de renúncias na linha de sucessão de Evo, que renunciou e está em asilo no México desde então.

O projeto prevê um máximo de dois mandatos consecutivos, inviabilizando a candidatura de Evo, e convocando novos representantes para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os parlamentares do MAS (Movimento ao Socialismo), partido de Evo, estão céticos com relação à uma nova eleição sem a participação do ex-presidente, mas devem ser vencidos na decisão final.

Clima menos tenso

Segundo a agência de notícias Associated Press, o clima em La Paz está menos tumultuado apesar da convocação da nova eleição, principalmente pela retirada das barricadas posicionadas nos acessos à capital La Paz.

As autoridade estimam que ao menos 32 pessoas já morreram desde o início do caos político na Bolívia, sendo que oito delas perderam a vida na operação policial realizada semana passada para desmontar uma das barricadas construídas perto de La Paz.