BNDES registra lucro líquido de R$ 5,5 bilhões no 1TRI20

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Foto: André Telles/Divulgação BNDES

O BNDES registrou lucro líquido de R$ 5,5 trilhões entre janeiro e março de 2020, resultado quase 5 vezes melhor do que o trimestre anterior.

De acordo com relatório publicado na página do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o desinvestimento em empresas públicas, como a Petrobrás, puxou os números para cima.

“O lucro do banco, de janeiro a março, é atribuído principalmente ao resultado de R$ 8,5 bilhões com participações societárias, dos quais R$ 8,1 bilhões decorreram dos desinvestimentos realizados no período, com destaque para a oferta pública de ações da Petrobras, em fevereiro”, diz trecho do comunicado.

O lucro com financiamentos feitos pelo BNDES também foi superior aos três primeiros meses de 2019. De janeiro a março deste ano, houve um aumento de 10,1%, totalizando R$ 4,1 bilhões em ganhos com intermediação financeira.

Ativos têm queda

Os ativos do BNDES fecharam o trimestre com queda de 1,4% (R$ 9,9 bilhões) em relação ao último período. O Sistema somou, ao todo, R$ 718,3 bilhões.

Entre os ativos totais, destaque para a carteira de crédito líquida, que somou R$ 442,1 bilhões, representando 61,6% dos ativos totais e variação positiva de 0,7% em relação a 2019.

Inadimplência

O relatório revelou que a inadimplência, desconsiderando operações com honra da União, recuou de 0,84% em 31 de dezembro de 2019 para 0,37% em 31 de março, abaixo do índice do Sistema Financeiro Nacional (3,17%).

FAT é principal fonte de recursos

O trimestre fechou com R$ 4,46 bilhões entrando no FAT Constitucional, enquanto o volume de recursos do fundo com o Banco totalizou R$ 298,34 bilhões em 31 de março de 2020.

Ao lado do PIS-Pasep, o FAT respondia por 44,4% das fontes de recursos do BNDES. Segundo o relatório, o passivo com captações externas totalizou R$ 36,263 bilhões em 31 de março, acréscimo de 26,1% no trimestre, em função, principalmente, de efeito cambial.

Patrimônio

O patrimônio usado como base de cálculo dos limites prudenciais estabelecidos pelo Banco Central, totalizou R$ 167,014 bilhões em 31 de março (ante R$ 191,684 bilhões em 31 de dezembro de 2019).

Mercado volátil

Gustavo Montezano, presidente do BNDES, explicou rapidamente os números do relatório em uma teleconferência com jornalistas nesta sexta-feira, reproduzida pelo site da revista Exame.

“Quando o mercado está volátil, os preços mudam de forma dinâmica e a execução [de venda de ações] fica mais difícil. A gente gostaria de ter menos ações e mais caixa. Mesmo assim, temos níveis de capital adequados”, comentou.

“A volatilidade [do valor carteira de participações] não é bem-vinda, mas reforçou a importância de venda de participação”, concluiu o executivo.

Os benefícios de se ter um Assessor de Investimentos