BNDES articula com bancos plano para socorrer grandes empresas

Angélica Weise
Jornalista formada pela UNISC e com Mestrado pela UFSM. Escreve sobre tecnologia, política, criptomoedas e atualidades.
1

Crédito: Foto: André Telles/Divulgação BNDES

Com ajuda de pelo menos quatro instituições financeiras, além de investidores institucionais, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDS) vai buscar maneiras para socorrer grandes empresas, devido as dificuldades causadas pela pandemia do novo coronavírus. A reportagem é do Valor Econômico.

BNDS forma ‘Sindicato’ para socorrer empresas

O BNDS chamou os bancos Itaú, Bradesco, Santander e BB para auxiliar as grandes empresas. A ideia é fazer menos empréstimos diretos e usar mais instrumentos de mercado financeiro.

Com esse propósito as instituições vão ajudar essas empresas a voltar para as atividades normais, e podem dar retorno maior ao governo e aos bancos. São essas empresas também que empregam milhões de brasileiros, como por exemplo elétricas, indústria automotiva e grandes varejistas não alimentícias.

Para essa articulação, poderá entrar em vigor mais participações acionárias do BNDES, que era algo que o banco vinha diminuindo.

Também no Ministério da Economia está sendo discutido um modelo para socorrer pequenos varejistas.

Estes teriam os recursos do Tesouro. A oferta de crédito a lojistas seriam para aqueles que faturam até R$ 30 mil por mês. As operações seriam garantidas por recebíveis de cartões dos lojistas.