Black Friday: vendas online devem crescer 18%

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/iStock Photos

Pesquisa da Ebit/Nielsen afirma que o faturamento com vendas online na Black Friday deve chegar a R$ 3,07 bilhões em 2019, com alta de 18% em comparação com 2018.

O número de pedidos deve crescer 15%, para 4,91 milhões, e o tíquete médio deve chegar a R$ 626, crescimento de 3%.

Presentes de Natal

A pesquisa mostra ainda que 44% dos entrevistados aproveitarão a Black Friday para garantir os presentes de Natal, índice 3 pontos porcentuais maior que o da pesquisa do ano passado.

Conforme os números, 78% das compras será para uso próprio, 29% destinado a compras para a família e 20% presentes.

Relevância dos dispositivos móveis

Outro indicador presente no levantamento é o da origem dos pedidos: nos primeiros 11 dias de novembro, 52,8% dos pedidos do e-commerce no País foram feitos através de dispositivos móveis (celulares e tablets).

Conforme aponta o levantamento, neste ano as vendas por dispositivos móveis já representam mais da metade do total e estar preparado para vender no mobile, seja por aplicativo ou pelo próprio browser, será importante para a data.

A Black Friday e o comércio eletrônico

Em 2019, a Black Friday será realizada entre os dias 28 e 29 de novembro, considerada o maior evento sazonal do comércio eletrônico do Brasil. O faturamento das vendas de e-commerce durante os dois dias representa 5% do total do ano. Segundo a pesquisa, 85% dos consumidores deixaram de efetuar uma compra online este ano aguardando os descontos da data.