Black Friday tem tendência de compras mobile e varejo fatura R$ 3,2 bi

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo

Crédito: Freepik

A Black Friday representou números positivos para o varejo online e mobile, segundo levantamento da EbitNielsen, divulgado em reportagem do site Infomoney. O faturamento foi de 23%, o que representa R$ 3,2 bi na Black Friday. Todavia, o gasto médio por consumidor caiu de R$ 608 para R$ 602.

De acordo com a publicação, a Black Friday confirmou a tendência de mais compras online e por dispositivos móveis. A EbitNielsen identificou que 55% dos pedidos foram feitos a partir de celulares, ante 35% em 2018.

“Os números da Black Friday comprovam que o evento já faz parte do calendário de compras do brasileiro, com crescimento ano a ano. E as lojas mais tradicionais se mostraram mais preparados para o período promocional, ao entender o que o mercado queria”, disse a líder da EbitNielsen, Ana Szasz.

Compras mobile

O faturamento via mobile neste ano chegou a R$ 1,7 bilhão. Enquanto no ano passado foi de R$ 830 milhões, uma expansão de 95%. O tíquete médio para compras por esse meio foi de R$ 574, frente aos R$ 552 do ano anterior, alta de 4%.

“Já vínhamos falando ao longo do ano sobre “Mobile First” (dispositivos móveis em primeiro lugar). De fato essa Black Friday se consolidou como o evento onde mais compras foram feitas por este formato. Garantir uma boa experiência mobile foi o diferencial para bons resultados”, explica Ana Szasz.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil