Bitcoin: transação bilionária acende alerta de ‘dump’

Marcello Sigwalt
null

Crédito: Site Paulo Gaia

A movimentação recente de grande quantidade de criptomoedas (que chegou a R$ 1 bilhão), acendeu o alerta no mercado de bitcoin quanto à possível prática de dump, divulgou o site beincrypto.

‘Jogar fora’

O dump (jogar fora, no jargão do setor) ocorre quando são veiculadas notícias falsas (fake news) com o propósito de derrubar o preço da criptomoeda.

Já o pump (bombear, também no jargão), ao contrário, se dá no momento em que rumores provocam alta súbita nas suas cotações.

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

Planilha de ações: baixe e faça sua análise para investir

Transação privada

De acordo com o site, a operação bilionária – correspondente a 20 mil BTC (US$ 194.318.184 ou R$ 955.345.919) – foi realizada de uma só vez entre carteiras privadas.

Cotação inconstante

O ataque de fake news, no entanto, é desferido num cenário, como o atual, em que a tendência do bitcoin é declinante e sua cotação, ‘inconstante’.

Movimentação maciça

Preocupante, também, é o fato de essa movimentação maciça de bitcoin ser muito incomum nesse mercado.

Ainda é cedo para chamar o fato de tendência, mas transações de volume expressivo como essas têm-se tornado comuns, ultimamente.

Valor encolheu

Um exemplo do estágio atual é a queda de valor da criptomoeda, que encolheu de R$ 54 mil, há poucas semanas, para os atuais R$ 49 mil.

Ajuste preventivo

Como medida preventiva, o mercado procedeu um ajuste, pelo qual os bitcoins foram divididos em diversas carteiras.

Especulações não faltam.

Enquanto alguns analistas admitem que a megaoperação seja o prenúncio de um novo dump, outros entendem que o dump mais recente é reflexo da compra de uma nova carteira por parte de um investidor.

Privacidade segura

Diante de tantas dúvidas, há, também, o entendimento de que as moedas baseadas em blokchain oferecem aspectos positivos, como a possibilidade de análise das informações de transações relevantes, mesmo mantendo a privacidade das partes.

Segurança virtual

O aspecto da segurança dessas grandes operações igualmente é apontado por especialistas, segundo os quais seria “impensável” viabilizar uma transação de R$ 1 bilhão pela rede bancária tradicional.

Saque generalizado

Ao mesmo tempo, têm sido crescentes os resgates de investidores nas principais exchanges de criptomoedas.

Os saques não se limitam ao bitcoin, mas também ao Ethereum (ETH), Ripple (XRP) e establecoins – pareadas ao dólar.