Bitcoin cai para menos de US$ 8 mil em novembro; queda pode continuar

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo

Crédito: Freepik

Na quinta-feira (21) o Bitcoin (BTC) cai 5,5% e opera abaixo dos US$ 8 mil. Esta é a primeira vez que opera neste valor, desde 24 de outubro. No Brasil, a criptomoeda caiu R$ 1.000 e atualmente é negociada perto dos R$ 33.000, de acordo com o Índice de Preço do Bitcoin (IPB).

Especialistas financeiros apontam que a frustração da postura da China com relação ao Blockchain influenciou neste resultado.

De acordo com o  site InfoMoney, o banco central chinês, no final de outubro, cobrou que os bancos comerciais do país acelerassem as suas aplicações da tecnologia. Na mesma época, o presidente chinês, Xi Jinping, cobrou avanços na pesquisa e investimento de Blockchain.

João Canhada, presidente da Foxbit, disse que a decepção com a Libra – criptomoeda criada pelo Facebook – e com a falta de uma postura mais assertiva China fazem com que os investidores decidam se manter líquidos em dólar, de acordo com o Infomoney. Assim, acabam comprando tanto a moeda quanto ações e títulos de empresas dos Estados Unidos.

“O incentivo para o dólar está muito alto, com o Federal Reserve injetando liquidez no mercado e mantendo a bolha dos preços das ações, aumentando o interesse em ativos atrelados à divisa dos EUA”, argumenta Canhada.

Criptmoedas em queda

O Portal do Bitcoin  informou que todas as principais criptomoedas operam em queda nas últimas horas, igualmente ao Bitcoin.

Ethereum perde 3,9% e é negociada a US$ 170. Seguida pelo XRP que cai 2,6% e é negociado a US$ 0,24. Já a Binance Coin (BNB) e Litecoin (LTC) são as maiores perdedoras do dia, com queda de 6,75% e 5,23% respectivamente.

A capitalização do mercado cripto volta a se aproximar dos US$ 200 bilhões. Após perder mais de US$ 30 bi apenas em novembro. Todavia, o Bitcoin segue dominando o mercado com mais de 66% de marketshare.

 

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo.