Biosev (BSEV3) registra lucro líquido de R$ 329,8 milhões no 4T20

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Divulgação

A Biosev (BSEV3), uma das líderes do setor sucroenergético, registrou um lucro líquido de R$ 329,8 milhões no 4T20. No mesmo período de 2019, o lucro da companhia foi de R$ 22,7 milhões.

Nos 9 meses da safra 2020/21 a Biosev reportou lucro de R$ 485,3 milhões ante prejuízo de R$ 429,2 milhões no mesmo período do ano anterior.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

O resultado financeiro foi uma despesa de R$ 353,2 milhões, que se compara a despesa de R$ 417,6 milhões sobre o período anterior.

De acordo com a Biosev, a queda foi resultado de redução de despesas de juros, parcialmente compensados por menores rendimentos de aplicações financeiras.

A companhia investiu R$ 828 milhões no trimestre, uma alta de 9%.

Ebitda cresce 65%

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 1,81 bilhão, um desempenho 65% superior ao registrado em igual período de 2019.

Segundo a companhia, essas variações são resultados principalmente da melhora operacional, do aumento da receita líquida influenciada pela comercialização de maiores volumes no mercado externo de melhores preços médios.

A margem Ebitda ficou em 21,3%, baixa de 2,3 pontos percentuais.

Receita sobe 74,6%

A receita líquida da Biosev totalizou R$ 8,6 bilhões, um crescimento de 74,6%.

A maior parte da receita veio da venda de açúcar, que registrou alta de 119%.

O lucro bruto subiu 65,3%, atingindo a cifra de R$ 2,32 bilhões.

Dívida da Biosev

A dívida bruta da companhia era de R$ 6,9 bilhões em 31 de dezembro de 2020, 17,1% superior ao endividamento em 31 de dezembro de 2019. A alta é explicada pelo impacto da desvalorização de 28,9% do Real frente ao Dólar norte-americano sobre a parcela do endividamento denominada em dólares.

A posição de caixa e aplicações financeiras ficou em R$ 612 milhões, dos quais 55,1% estavam denominados em dólar.

“A variação na posição de caixa e aplicações financeiras reflete principalmente a estratégia da Companhia de otimização de vendas, com prioridade aos produtos e períodos de maior captura de valor agregado”, declarou a Biosev.

Como consequência, a dívida líquida totalizou R$ 6,3 bilhões, 11,8% a maior em relação à posição em 31 de dezembro de 2019.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida/Ebtida ficou em 2,2 vez no final de dezembro, contra 3,05 vez no mesmo período de 2019.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3