Biomm (BIOM3) registra prejuízo de R$ 70,76 milhões em 2020

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Foto: Divulgação.

A Biomm (BIOM3) reportou um prejuízo consolidado no ano de 2020 de R$ 70,767 milhões, alta de 27% sobre o prejuízo de 2019 de R$ 55,812 milhões.

No que tange a receita líquida, a Biomm registrou um crescimento de 5,5 vezes, totalizando R$ 58,6 milhões em 2020, ante R$ 8,9 milhões em 2019.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Segundo a companhia, esse expressivo aumento se deve ao início da comercialização de medicamentos a partir de novembro de 2019, com o início das vendas do Herzuma, medicamento oncológico usado no tratamento do câncer de mama.

O lucro bruto da companhia passou de R$ 521 mil em 2019 para R$ 13,9 milhões em 2020.

“Ainda que pese todos os desafios e incertezas impostos pela pandemia, bem como a desvalorização cambial do real frente ao dólar, que aumentaram os custos dos medicamentos e despesas financeiras, é importante destacar que a Biomm cresceu e incrementou suas operações em 2020, seguindo a expansão das suas atividades”, afirma o CEO Heraldo Marchezini.

O endividamento líquido caiu 12,8%, de R$ 35,7 milhões, em 2019, para R$ 31,1 milhões, no ano de 2020.

Em 2020, o Ebitda consolidado foi negativo em R$ 45,080 milhões contra R$ 47,994 milhões em 2019.

Já o resultado financeiro foi negativo em R$ 15,131 milhões em 2020 contra R$ 3,16 milhões em 2019.

As despesas gerais e administrativas da companhia, somadas com despesas de vendas e outras despesas consolidadas totalizaram R$ 69,50 milhões no ano de 2020, o que representa um incremento de 31% em relação ao ano de 2019.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3