Big Techs têm incremento de 3,50% na receita do 2TRI21 e chegam a US$ 330 bi somadas

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Pexels/Pixabay

As oito maiores empresas de tecnologia do mundo, as chamadas Big Techs, divulgaram esta semana seus resultados referentes ao trimestre encerrado em 30 de junho de 2021, e a receita total, na soma de todas elas, chegou a US$ 342,462 bilhões. O volume, se tomada a cotação do dólar de 30 de junho último, a R$ 5,2099, equivale a R$ 1,784 trilhão.

As Big Techs analisadas, todas com Brazilian Depositary Receipts (BDRs) negociados por aqui, são Apple (AAPL34), Alphabet (que controla o Google, GOGL34), Amazon (AMZO34), Facebook (FBOK34), Microsoft (MSFT34), Netflix (NFLX34), Twitter (TWTR34), além do Spotify (S1PO34).

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

No 1TRI21, essas mesmas empresas reportaram, somadas, US$ 330,883 bilhões de receita, o que dá, pela mesma cotação do dólar, R$ 1,724 trilhão. Do trimestre encerrado em 31 de março de 2021 para o encerrado em 30 de junho de 2021, houve um acréscimo de 3,50% na receita das Big Techs.

No semestre, a receita somada é de US$ 673,345 bilhões, equivalentes a R$ 3,508 trilhões.

Comparação

Se essas oito Big Techs fossem um país, o resultado dos primeiros meses de 2021 as teria colocado na vigésima posição entre os maiores PIBs (Produto Interno Bruto) do mundo, logo do que a frente da Turquia produziu em 12 meses do ano passado.

Na comparação com o Brasil, cujo PIB cresceu 1,2% no primeiro trimestre de 2021 em relação ao quarto trimestre de 2020, as Big Techs teriam chegado perto.

O maior país da América Latina reportou, em valores correntes, R$ 2,048 trilhões no 1TR1, contra o R$ 1,724 trilhão dessas empresas.

Big Techs cresceram na pandemia

A pandemia, claro, prejudicou os países, estrangulando suas economias, especialmente nos setores tradicionais, e ajudou as companhias de tecnologia, justamente porque as pessoas precisaram ficar mais em casa.

Do momento em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia, em 11 de março de 2020, até aqui, por exemplo, as ações da Apple (AAPL34) ganharam 104,47%.

Mas a empresa não está sozinha. Confira quanto as ações de cada uma das oito se valorizou nesse período, em Nova York:

  • Apple: 104,47%
  • Alphabet (Google): 111,30%
  • Amazon: 75,89%
  • Facebook: 99,96%
  • Microsoft: 77,05%
  • Netflix: 42,14%
  • Spotify: 61,15%
  • Twitter: 103,29%

As circunstâncias fizeram as grandes empresas de tecnologia acelerarem ganhos, impressionar acionistas, e serem dominantes no período histórico mais terrível para a humanidade em mais de cem anos.

Um período que, conforme a vacinação mundial avança lentamente, ainda perdura, de modo que os números reportados recentemente, referentes ao trimestre encerrado em 30 de junho de 2021, seguem vigorosos.

Na sequência, veremos os destaques de cada balanço.

Apple (AAPL34) supera em 30% as projeções do mercado

A Apple (AAPL34) lucrou no segundo trimestre quase 30% a mais do que o que era projetado pelo mercado. Os ganhos por ação foram de US$ 1,30, contra US$ 1,01 do consenso de Wall Street.

As vendas da Apple aumentaram 36% na base anual, com destaque para as vendas do iPhone, que foram 50% maiores do que no período de abril a junho de 2020. Com isso, a receita cresceu 36% – ficando em US$ 81,41 bilhões, ante US$ 73,30 do consenso.

Fora o iPhone, a receita de serviços (que inclui, por exemplo, Apple TV e iTunes), também chamou atenção, crescendo 33%, ficando em US$ 17,48 bilhões. O número de assinantes dos serviços da big tech está, agora, em 700 milhões, aumento de 150 milhões em um ano.

A margem bruta da Apple ficou em 43,3%, ante 41,9% esperado pelo consenso.

Alphabet, dona do Google (GOGL34), tem receita 62% maior

A Alphabet, controladora do Google (GOGL34), divulgou o balanço referente ao segundo trimestre de 2021 (2TRI21), com um lucro por ação de US$ 27,26, acima dos US$ 19,34 esperados pelo mercado. No 1TRI21, o lucro por ação foi de US$ 26,29. Há um ano, foi de US$ 10,13.

A empresa decola também na receita, que saiu de US$ 55,314 bilhões no 1TRI21 para US$ 61,880 bilhões no 2TRI21, acima dos US$ 56,160 bilhões esperados pelos analistas. É um aumento de 62% com relação aos US$ 38,297 bilhões do mesmo período em 2020.

O lucro líquido praticamente triplicou em um ano, saindo de US$ 6,959 bilhões no 2T20 para US$ 18,525 bilhões agora.

Amazon (AMZO34) também acelera: aumento de 50% no lucro

A Amazon (AMZO34) reportou lucro líquido de US$ 7,8 bilhões no 2TRI21 (correspondente a US$ 15,12 por ação diluída). O resultado corresponde a um aumento de 50% em relação ao mesmo período de 2020.

Embora tenha superado as expectativas de resultados, a receita da companhia ficou aquém das expectativas do mercado.

Mesmo com o crescimento de 27% da receita em relação ao 2TRI20, a Amazon não correspondeu às expectativas do mercado norte-americano. Segundo a empresa, a sua projeção de vendas para o próximo trimestre está entre US$ 106 bilhões e US$ 112 bilhões, o que, de acordo com analistas, permanece abaixo do número esperado pelo mercado, que é de US$ 119,2 bilhões.

Facebook (FBOK34) dobra o lucro no 2TRI21

O Facebook (FBOK34) divulgou nesta quarta-feira (28) o balanço do segundo trimestre de 2021 (2TRI21) com lucro líquido de US$ 10,39 bilhões. Isso representa 101% de aumento, em comparação aos US$ 5,17 bilhões do 2TRI20.

O lucro por ação seguiu o mesmo crescimento, passando de US$ 1,80 no 2TRI20 para US$ 3,61 agora. O mercado projetava US$ 3,03 por ação.

A companhia informou ainda que a receita cresceu 56%, atingindo o montante de US$ 29,07 bilhões. Esse resultado veio acima das expectativas do mercado, que estimava uma receita de US$ 27,85 bilhões.

Microsoft (MSFT34) supera expectativa e registra alta de 21% nas receitas

A Microsoft (MSFT34) divulgou na terça-feira (27) que teve alta de 21% nas receitas quando comparado ao trimestre anterior. Assim sendo, a companhia acumulou no 2TRI21 US$ 46,15 bilhões enquanto analistas esperavam US$ 44,24 bilhões.

O lucro por ação (LPA) da Microsoft foi de US$ 2,17. Ou seja, resultado que também superou as previsões dos analistas que apontavam LPA de US$ 1,92.

Netflix (NFLX34) também dobra o lucro

A Netflix (NFLX34) reportou lucro de US$ 1,35 bilhão no segundo trimestre de 2021. O resultado é quase o dobro do verificado no mesmo período do ano anterior, com lucro de R$ 720 milhões. No primeiro trimestre de 2021 a companhia havia registrado lucro de US$ 1,7 bilhão.

A receita da empresa subiu para US$ 7,32 bilhões ante US$ 7,16 bilhões durante o trimestre anterior, superando as estimativas de US$ 7,32 bilhões, segundo a Refinitiv.

Twitter (TWTR34) reporta lucro acima do esperado

O Twitter (TWTR34) informou na quinta-feira (22), em seu balanço referente ao segundo trimestre de 2021 (2T21), lucro líquido de US$$ 65,6 milhões, ante um prejuízo de US$ 1,38 bilhão no mesmo período de 2020.

É o segundo trimestre seguido que o Twitter consegue lucro. No 1T21, conseguiu US$ 68 milhões, ante um prejuízo de US$ 8,4 milhões no mesmo período de 2020.

O lucro por ação, ajustado, ficou em US$ 0,20, acima dos US$ 0,07 esperados pelos analistas.

A receita fechou em US$ 1,19 bilhão, também acima do esperado pelo mercado, e um avanço na comparação com o 1T21, quando apurou US$ 1,04 bilhão. A receita cresceu 74% na comparação anual no trimestre. No anterior, a receita havia aumentado 28%.

Spotify (S1PO34) tem receita 23% maior no 2TRI21

O Spotify (S1PO34) reportou US$ 2,331 bilhões de receita no 2TRI21, um aumento de 23,39% em relação ao mesmo período de 2020 e de 8,57% em relação ao primeiro trimestre deste ano.

Seu número de usuários ativos também cresceu, de 299 milhões no segundo trimestre de 2020 para 365 milhões agora, 22% de aumento.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3

Os números das Big Techs

Apple (AAPL34)

  • Lucro 1TRI21: US$ 23,630 bilhões
  • Lucro 2TRI20: US$ 11,253 bilhões
  • Lucro 2TRI21: US$ 21,744 bilhões
  • Lucro 1SEM21: US$ 45,374 bilhões
  • Receita 1TR121: US$ 89,584 bilhões
  • Receita 2TR120: US$ 59,700 bilhões
  • Receita 2TR121: US$ 81,410 bilhões
  • Receita 1SEM21: US$ 170,994 bilhões

Alphabet / Google (GOGL34)

  • Lucro 1TRI21: US$ 17,930 bilhões
  • Lucro 2TRI20: US$ 6,959 bilhões
  • Lucro 2TRI21: US$ 18,525 bilhões
  • Lucro 1SEM21: US$ 36,455 bilhões
  • Receita 1TR121: US$ 55,314 bilhões
  • Receita 2TR120: US$ 38,297 bilhões
  • Receita 2TR121: US$ 61,880 bilhões
  • Receita 1SEM21: US$ 117,194 bilhões

Amazon (AMZO34)

  • Lucro 1TRI21: US$ 8,107 bilhões
  • Lucro 2TRI20: US$ 5,243 bilhões
  • Lucro 2TRI21: US$ 7,778 bilhões
  • Lucro 1SEM21: US$ 15,885 bilhões
  • Receita 1TR121: US$ 108,500 bilhões
  • Receita 2TR120: US$ 88,900 bilhões
  • Receita 2TR121: US$ 113,080 bilhões
  • Receita 1SEM21: US$ 221,580 bilhões

Facebook (FBOK34)

  • Lucro 1TRI21: US$ 9,497 bilhões
  • Lucro 2TRI20: US$ 5,178 bilhões
  • Lucro 2TRI21: US$ 10,394 bilhões
  • Lucro 1SEM21: US$ 19,891 bilhões
  • Receita 1TR121: US$ 25,439 bilhões
  • Receita 2TR120: US$ 18,687 bilhões
  • Receita 2TR121: US$ 29,077 bilhões
  • Receita 1SEM21: US$ 54,516 bilhões

Microsoft (MSFT34)

  • Lucro 1TRI21: US$ 15,457 bilhões
  • Lucro 2TRI20: US$ 11,202 bilhões
  • Lucro 2TRI21: US$ 16,458 bilhões
  • Lucro 1SEM21: US$ 31,915 bilhões
  • Receita 1TR121: US$ 41,700 bilhões
  • Receita 2TR120: US$ 38,033 bilhões
  • Receita 2TR121: US$ 46,152 bilhões
  • Receita 1SEM21: US$ 87,852 bilhões

Netflix (NFLX34)

  • Lucro 1TRI21: US$ 1,707 bilhões
  • Lucro 2TRI20: US$ 720 milhões
  • Lucro 2TRI21: US$ 1,353 bilhões
  • Lucro 1SEM21: US$ 3,060 bilhões
  • Receita 1TR121: US$ 7,163 bilhões
  • Receita 2TR120: US$ 6,148 bilhões
  • Receita 2TR121: US$ 7,342 bilhões
  • Receita 1SEM21: US$ 14,505 bilhões

Twitter (TWTR34)

  • Lucro 1TRI21: US$ 52 milhões
  • Prejuízo 2TRI20: US$ 1,353 bilhões
  • Lucro 2TRI21: US$ 65 milhões
  • Lucro 1SEM21: US$ 117 milhões
  • Receita 1TR121: US$ 1,036 bilhões
  • Receita 2TR120: US$ 683 milhões
  • Receita 2TR121: US$ 1,190 bilhões
  • Receita 1SEM21: US$ 2,226 bilhões

Spotify (S1PO34)

  • Receita 1TR121: US$ 2,147 bilhões
  • Receita 2TR120: US$ 1,889 bilhões
  • Receita 2TR121: US$ 2,331 bilhões
  • Receita 1SEM21: US$ 4,478 bilhões