Biden pode escolher senadora para ser vice nas eleições americanas

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Twitter

Joe Biden, agora único postulante dos Democratas a enfrentar Donald Trump nas eleições americanas, poderá ter uma mulher como sua vice-presidente.

Segundo reportagem da AFP, a ideia de escolher uma mulher como companheira de chapa ganhou força nos últimos dias e o ex-vice-presidente já teria uma lista com 15 nomes para analisar.

O conselho teria tido aval do ex-presidente Barack Obama, que sugeriu a ele buscar alguém que “tenha fortaleza onde ele tenha fragilidades”.

Na história das eleições americanas, dois candidatos à presidência optaram por mulheres na chapa: o republicano John McCain elegeu a governadora do Alasca Sarah Palin como sua colega de chapa em 2008, e o democrata Walter Mondale optou pela congressista de Nova York Geraldine Ferraro em 1984. Ambos perderam.

As opções de Biden

Entre as mulheres apontadas como opções de Joe Biden para concorrer à vice-presidência nas eleições americanas estão duas que chegaram a anunciar participar da corrida presidencial, mas retiraram suas campanhas.

Uma delas é Elisabeth Warren, senadora por Massachusetts. A advogada de 70 anos poderia ser uma opção moderada para Biden em sua aposta para atrair os partidários esquerdistas de Sanders nas eleições de novembro.

Amy Klobuchar, senadora por Minnesota, retirou-se da corrida presidencial no início de março após ficar mal colocada nas pesquisas para as primárias.

Candidata de centro, como o próprio Biden, Klobuchar teria como ponto positivo o poder de melhorar a imagem de Biden nos estados do Meio Oeste.

Gretchen Whitmer já apoiou Biden antes das primárias democratas. A governadora de Michigan é um trunfo importante para derrotar Donald Trump em uma região crucial nas eleições presidenciais.

Menos cotadas, mas também parte da lista de Biden aparecem, por exemplo, a representante da Flórida, Val Demings, de 63 anos, que atuou como gerente na Câmara baixa do julgamento do impeachment de Trump no Senado.

Tammy Baldwin, de 58 anos, senadora de Wisconsin, e Tammy Duckworth, ex-piloto de helicóptero e senadora por Illinois, também são citadas.

Hispânicas

Caso Joe Biden opte por ter uma companhia hispânica em sua vice-presidência, dois nomes despontam.

O primeiro é o de Michelle Lujan Grisham, de 60 anos, a primeira mulher governadora do Novo México.

O segundo é o de Catherine Cortez Masto, de 56 anos, ex-procuradora-geral de Nevada, eleita para o Senado americano em 2016.

CDC dos EUA tira orientações sobre cloroquina e hidroxicloroquina de seu site

Opep confirma acordo para corte de 10 milhões de barris diários na produção de petróleo