BDRs de ETFs: o que são e como comprar esses ativos?

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: BDRs ou ações no exterior: qual a melhor opção?

Você sabia que é possível investir pela B3 (B3SA3) em cotas de fundos de índices internacionais? São os BDRs de ETFs, que foram recentemente liberados para negociação na Bolsa brasileira para todos os investidores. Com isso, se tornaram boas opções de diversificação.

Mas não se preocupe se não entendeu nada. Vamos entender melhor como funcionam esses ativos!

Antes de explicar o que são os BDRs de ETFs é importante definir bem três conceitos: o que são BDRs, o que são ETFs e o que são índices.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a soluções customizadas de acordo com seu perfil

BDRs, ETFs e índices

BDRs: são um certificado emitido por instituições brasileiras que possibilita o acesso às ações das maiores empresas globais e ETFs internacionais mais negociados no mundo. É uma alternativa para diversificação de portfólio. Isso porque ele pode ser acessado de forma simples, pelos sistemas das corretoras, sem a necessidade de mandar dinheiro para o exterior. Assim, é possível comprar BDRs de empresas como Amazon (AMZO34), Google (GOGL34), Facebook (FBOK34), Tesla (TSLA34), entre outros. De novo, isso sem sair do mercado brasileiro. Ou seja, tudo é negociado na B3.

ETFs: o Exchange Traded Fund acompanha grandes índices de bolsas mundiais, como dos Estados Unidos, China, Europa, Japão, entre outros. É um fundo negociado em Bolsa que representa uma comunhão de recursos destinados à aplicação em uma carteira de ações ou ativos que busca retornos que correspondam, de forma geral, à performance de um índice de referência (como, por exemplo, o índice Bovespa). As cotas do ETF são negociadas de forma semelhante às ações. Ao adquirir tais cotas, o investidor, indiretamente, passa a deter todos os ativos da carteira teórica do índice, sem ter que comprá-las separadamente no mercado.

Índices: Um índice da bolsa tem como objetivo servir de referência para investidores, pois são como um termômetro do mercado. É necessário, portanto, estar bastante atento aos índices da bolsa, às mudanças e oscilações do mercado de investimento.

Afinal, o que são BDRs de ETFs?

Os Brazilian Depositary Receipts de ETFs estrangeiros (BDRs de ETFs) são valores mobiliários emitidos no Brasil, que possuem como lastro cotas de ETFs emitidos no exterior.

Ou seja, ao comprar um BDR de ETF a carteira do investidor vai replicar um índice de um determinado país, assim como há no Brasil o índice Ibovespa.

Por exemplo, se você comprar o BDR de ETF BIVB39, que tem lastro no índice S&P 500, você estará exposto às 500 empresas dos Estados Unidos. Mas se você comprasse, por exemplo, somente o BDR de Amazon ou de Google, estaria exposto a apenas uma dessas empresas.

Para emissão do BDR de ETF, o administrador dos ETFs no exterior deve celebrar um contrato no Brasil com uma instituição depositária, a qual será responsável por emitir os BDRs.

Essa instituição tem como responsabilidade garantir que os BDRs de ETF emitidos no Brasil de fato estejam lastreados nos valores mobiliários emitidos no exterior.

Assim, a instituição depositária mantém uma conta em um custodiante no exterior onde permanecem depositados e bloqueados os respectivos valores mobiliários utilizados como lastro dos BDRs de ETF.

A instituição depositária deve garantir que não haja qualquer descasamento entre o saldo dos valores mobiliários no exterior e dos BDRs emitidos.

Como comprar BDRs de ETFs?

Os BDRs de ETFs, após emitidos, podem ser negociados no mercado secundário através da plataforma da B3 de forma semelhante às ações.

Um investidor, ao adquirir BDR, indiretamente passa a deter cotas de um ETF listado e admitido à negociação em outro país, sem que para isso tenha que abrir uma conta em uma corretora estrangeira e tampouco realizar os trâmites de um investimento internacional.

Desta forma, por meio de uma corretora de valores você pode adquirir os BDRs de ETFs.

Eles são negociados com quatro letras e o final 39 (XXX39).

Em fevereiro, a B3 liberou 11 BDRs de ETFs para pessoas físicas negociarem no Brasil. Confira a lista:

lista completa dos BDRs de ETFs

Vantagens

  • Acesso facilitado aos ETFs estrangeiros sem ter que pagar os custos relacionados à remessa de recursos para o exterior;
  • Possibilidade de elaboração de estratégias, diversificação de investimentos e arbitragem com ativos locais e estrangeiros;
  • Apesar de o investidor ficar exposto às variações de preços de um ativo estrangeiro, as operações são realizadas no Brasil e a liquidação é feita em reais.

Desvantagens

  • Os BDRs de ETFs são ativos de renda variável. Portanto, há riscos para o investidor, que deve estudar bem antes de comprá-los;
  • A facilidade de negociar os BDRs de ETFs depende muito da liquidez de cada ativo;
  • Há taxas de corretagem no momento da compra e da venda, variando de acordo com cada corretora. Há ainda taxas de custódia, que podem ou não ser cobradas pelas corretoras.