Bank of America melhora projeção do PIB Brasil para 2020

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Site Empreender em Goiás

O Bank of America (BofA) melhorou a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil para 2020, antes com retração estimada para 5,7%.

De acordo com os cálculos revisados, o ano se encerrará com uma queda de 4,9% no PIB, principalmente pelas “surpresas positivas” vindas da produção industrial e das vendas no varejo em julho.

Segundo o órgão, o aumento de 5,5% nas vendas realizadas no varejo na comparação com julho do ano passado “surpreendeu positivamente”, e abriu caminho para novas boas notícias.

Baixe a planilha e faça você mesmo o rebalanceamento da sua carteira de investimentos com Renda Fixa e Variável

“A tendência de alta dos níveis de confiança em agosto sugere que essa tendência (positiva para vendas no varejo) vai continuar”.

A produção industrial, também citada pelo BofA no comunicado, cresceu 8% em relação a junho, mas segue abaixo dos níveis de julho de 2019, com retração de 3% na comparação entre os períodos.

Melhora no PIB vem com aumento de riscos

O Bank of America deixou claro na nota também que a melhora da perspectiva vem atrelada a um quadro fiscal mais frágil, principalmente pelo aumento dos gastos do governo.

Análises e Resumos do mercado financeiro com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

“O maior estímulo fiscal fortalece a retomada do crescimento no curto prazo, mas também aumenta os riscos fiscais e as dúvidas sobre a sustentabilidade de taxas mais altas de crescimento do PIB no médio prazo”, afirmou o BofA, em nota.

“Os riscos incluem uma desancoragem nas expectativas de inflação que leve a taxas de juros mais altas, apesar do baixo crescimento”, pontuou.

Guedes prevê economia de R$ 300 bi com reforma