Bank of America melhora projeção do PIB Brasil para 2020

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Site Empreender em Goiás

O Bank of America (BofA) melhorou a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil para 2020, antes com retração estimada para 5,7%.

De acordo com os cálculos revisados, o ano se encerrará com uma queda de 4,9% no PIB, principalmente pelas “surpresas positivas” vindas da produção industrial e das vendas no varejo em julho.

Segundo o órgão, o aumento de 5,5% nas vendas realizadas no varejo na comparação com julho do ano passado “surpreendeu positivamente”, e abriu caminho para novas boas notícias.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

“A tendência de alta dos níveis de confiança em agosto sugere que essa tendência (positiva para vendas no varejo) vai continuar”.

A produção industrial, também citada pelo BofA no comunicado, cresceu 8% em relação a junho, mas segue abaixo dos níveis de julho de 2019, com retração de 3% na comparação entre os períodos.

Melhora no PIB vem com aumento de riscos

O Bank of America deixou claro na nota também que a melhora da perspectiva vem atrelada a um quadro fiscal mais frágil, principalmente pelo aumento dos gastos do governo.

“O maior estímulo fiscal fortalece a retomada do crescimento no curto prazo, mas também aumenta os riscos fiscais e as dúvidas sobre a sustentabilidade de taxas mais altas de crescimento do PIB no médio prazo”, afirmou o BofA, em nota.

“Os riscos incluem uma desancoragem nas expectativas de inflação que leve a taxas de juros mais altas, apesar do baixo crescimento”, pontuou.

Guedes prevê economia de R$ 300 bi com reforma