Bandeira tarifária será verde em fevereiro, informa Aneel

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Marcello Casal jr/Agência Brasil

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta (31) que a bandeira tarifária do mês de fevereiro será verde. Essa decisão indica que não haverá custos adicionais aos consumidores.

Segundo a agência, a previsão mais positiva de chuvas nas regiões onde se localizam os principais reservatórios de hidrelétricas do Sistema Interligado Nacional (SIN) resultou na tarifa verde do próximo mês.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

A Aneel diz que prevê recuperação mais intensa do armazenamento em fevereiro.

Produção de hidrelétricas

A condição mais favorável, afirma a agência, “resulta no aumento da produção das hidrelétricas e de sua participação relativa no atendimento à demanda de energia do SIN.”

“Desse modo, diminui-se a necessidade de acionamento do parque termoelétrico, o que, por sua vez, contribui para reduzir o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD) e os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF). O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada”, informa a Aneel.

O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada. “O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.”

A empresa complementa: “Mesmo com o acionamento da bandeira verde, é importante que o consumidor mantenha ações relacionadas ao uso consciente de energia e evite o desperdício.

Impacto no IPCA

A consultoria Rosenberg Associados analisou a nova bandeira da Aneel. Eis a avaliação da Rosenberg e seu efeito na inflação: “A bandeira tarifária de fevereiro será verde, zerando a cobrança adicional sobre a tarifa elétrica (em janeiro, a bandeira em vigor era amarela). Como efeito dessa decisão, a tarifa elétrica deve cair cerca de 2,0% em fev/20, com impacto de queda de 0,10pp no IPCA do mês.”

A consultoria explica: “Essa decisão foi tomada levando em conta as previsões preliminares do  Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para os níveis de chuva e dos reservatórios de todas as regiões do país para fevereiro e das previsões para o PLD e de Geração Hidráulica divulgadas pela Aneel, todos indicando a perspectiva de melhora do cenário hídrico nacional. Seguindo a sazonalidade benigna do começo do ano, a ONS projeta recuperação do nível das chuvas e, consequentemente, elevação do GSF”.

Mas a Rosenberg alerta: “O quadro hídrico nacional segue bastante deteriorado, em razão da perspectiva para nível ainda bastante deprimido dos reservatórios no país diante da média histórica. Existe queda na Energia Armazenada (que representa a capacidade de geração de energia dos reservatórios em função do volume de chuvas, medida em MWMmed) nas principais regiões brasileiras, conforme projetado pela ONS.”

 

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.