Banco do Brasil (BBAS3) paga JCP; Tecnisa (TCSA3) emite debêntures

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Reprodução/Wikimedia

O Banco do Brasil (BBAS3) aprovou o pagamento de R$ 293.382.352,94 a título de remuneração aos acionistas sob a forma de juros sobre o capital próprio (JCP).

Segundo o comunicado publicado nesta sexta-feira, 28, os proventos são relativos ao terceiro trimestre de 2020 e serão pagos no valor de R$ 0,10286281871 por ação.

Os JCP serão pagos em 30 de setembro de 2020 e terão como base a posição acionária de 11 de setembro de 2020.

A companhia informou ainda que haverá retenção de imposto de renda na fonte sobre o valor nominal, de acordo com a legislação vigente.

Tecnisa (TCSA3) aprova emissão de debêntures no valor de R$ 500 mi

O conselho de administração da Tecnisa (TCSA3) aprovou a realização da 8ª emissão de debêntures, não conversíveis em ações, da companhia.

Segundo o comunicado, serão emitidas até 50 mil debêntures no valor nominal unitário de R$ 1 mil cada.

Desse modo, o valor total da emissão será de até R$ 50 milhões.

A data de emissão das debêntures será 25 de agosto de 2020, com vencimento em 25 de agosto de 2023, ressalvadas as hipóteses de vencimento antecipado e/ou resgate antecipado.

A Tecnisa informou que os recursos oriundos da emissão serão destinados para financiamento de construção de empreendimentos.

Ferbasa (FESA4) remunera JCP

O conselho de administração da Ferbasa (FESA4) aprovou o creditamento e pagamento de juros sobre capital próprio no valor global de R$ 13,69 milhões.

A Ferbasa informou que o crédito dos proventos terá como base as posições acionárias no fechamento do pregão do dia 04 de setembro de 2020.

Os valores brutos a serem creditados e pagos a título de JCP serão, respectivamente, de R$ 0,15099314112 para cada ação ordinária e de R$ 0,16609245523 para cada ação preferencial.

A companhia destacou que os valores a serem creditados a título de JCP terão a incidência de imposto de renda.

O pagamento dos JCP  se dará sem correção monetária e será efetuado a partir do dia 22 de setembro de 2020.