Banco do Brasil (BBAS3): BC aprova parceria com a UBS

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Divulgação / Banco do Brasil

O Banco do Brasil (BBAS3) comunicou nesta segunda-feira (24) que o Banco Central do Brasil (BCB) aprovou, sem restrições, do ponto de vista da participação societária e sob o aspecto da concorrência, a parceria entre o BB-Banco de Investimento (BB-BI) e o UBS, da Suíça.

A parceria, segundo informa o BB-BI, é “para atuação em atividades de banco de investimentos e de corretora de títulos e valores mobiliários no segmento institucional”.

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

Adicionalmente, o BCB também aprovou as participações do BB e do BB-BI no capital social de várias empresas UBS.

São elas: UBS Brasil Serviços de Assessoria Financeira, UBS Brasil Banco de Investimento, UBS Brasil Corretora, UBS Brasil Holding Financeira e UBS Trading, da Argentina, no percentual de até 49,99%.

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

“A concretização da parceria está condicionada ao atendimento de condições contratuais precedentes ao fechamento”, ressalta o BB.

O UBS

O UBS é uma empresa global que presta serviços financeiros a pessoas físicas, empresas e instituições, segundo a própria definição.

“Estamos presentes em todos os principais centros financeiros e temos escritórios em mais de cinquenta países”, diz.

No Brasil, oferece “serviços de wealth management, investment banking e gestão de ativos”.

A operação de joint venture na área de investimentos havia sido sinalizada no final de 2019.

À época, o Bando do Brasil soltou dois fatos relevantes ao mercado.

Em 27 de dezembro, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a parceria com o UBS nas áreas de banco de investimentos e corretora.

Com a aprovação de hoje do BCB, a parceria pode, enfim, ir a mercado.

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.