Banco Central venderá mais US$ 7,5 bilhões

Felipe Santos Diogo
Economista - Especialista em investimentos (CEA®)
1

Crédito: Reprodução/Canva

No último dia (28) o governo anunciou que o Banco Central venderá mais US$ 7,5 bilhões das reservas em dezembro.
Segundo a reportagem do “Agência Brasil”, já foram leiloados 34,4 bilhões de dólares em 2019.
http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2019-11/banco-central-vendera-mais-us-75-bilhoes-das-reservas-em-dezembro
  • Entenda o Swap cambial e o impacto da venda de dólares da Reserva do governo

De certo quem já acompanha o mercado financeiro já ouviu sobre o Swap cambial e os esforços do governo para reduzir as oscilações da moeda estrangeira.
Em suma é comum o governo interferir no mercado e “segurar” a cotação do câmbio em momentos de alta.
Entretanto a forma de intervenção utilizada desta vez é um pouco diferente das usuais.
Enquanto no swap cambial tradicional o governo apenas vende contratos futuros, que tem impacto no mercado à vista mas não nas reservas do governo.
Já este tipo de operação à vista reduz diretamente o saldo das reservas internacionais.
  •  Entenda os motivos apontados pelo governo

Enquanto na venda de contratos futuros o governo arca com o pagamento apenas dos juros.
Ao realizar a venda no mercado à vista e compra no mercado futuro, caso a moeda perca valor, o governo pode vender o contrato futuro.
Porém este tipo de operação, apesar de reduzir as reservas, também reduz os juros pagos pela dívida pública.
O Banco Central venderá mais US$ 7,5 bilhões das reservas em dezembro.
  •  A importância das reservas internacionais

Por fim é importante entender a importância das nossas reservas de dólar.
Em resumo, o dólar é a moeda referência no mundo atual, dentre as moedas existentes podemos considerar que o dólar é uma espécie de “moeda segura”.
Portanto ao identificar possíveis crises, momentos de pouco crescimento mundial e menos investimentos em países considerados de maior risco.
O dólar torna-se uma opção de segurança para os investidores.
Assim como os grandes investidores e as grandes instituições utilizam o dólar como proteção, para o governo não é diferente.
O  Brasil é considerado um país com boas reservas internacionais, hoje em 370 Bilhões de dólares.