Banco Central: reservas internacionais registram queda de R$ 24,4 bilhões desde julho

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.

Dados divulgados nesta semana pelo Banco Central apontam que as reservas internacionais do país sofreram queda de R$ 24,4 bilhões desde o pico histórico, alcançado no dia 25 de julho deste ano.

Em pouco mais de cinco meses desde então, o volume de recursos em moeda estrangeira recuou de US$ 390,5 bilhões para US$ 366,1 bilhões na última terça-feira (3).

Alta do dólar

A alta do dólar obrigou o BC a intervir e realizar leilões do câmbio no mercado à vista, liquidando a venda de US$ 4,461 bilhões no mercado líquido.

As declarações recentes do ministro Paulo Guedes em Washington, nos Estados Unidos, sobre o cenário em que as taxas de juros no país serão mais baixas, enquanto a taxa cambial seguirá alta, refletiram imediatamente, jogando a moeda norte-americana ao patamar de R$ 4,28.

Após a fala de Guedes, as reservas caíram R$ 1,4 bilhão na semana e, em novembro, recuaram US$ 3,46 bilhões no total.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374