Banco Central decide nova taxa de juros nesta semana; veja a agenda de indicadores

Yolanda Fordelone
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução / Luiz Felipe Kessler / Seu Crédito Digital

A terceira semana de março está com uma agenda econômica movimentada no que diz respeito aos Bancos Centrais. No Brasil, o Banco Central decide na quarta-feira (17) a nova taxa básica de juros (taxa Selic), atualmente em 2% ao ano.

A maior parte do mercado acredita que o BC irá aumentar o juro para 2,5% ao ano.

Vale lembrar que na semana passada saiu o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de fevereiro. Com o aumento da gasolina, a inflação oficial do país avançou 0,86%, acima das projeções.

Além disso, o dólar continua a avançar, tendo chegado à máxima de R$ 5,80 após a decisão do ministro do Superior Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, sobre a anulação dos processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A alta da moeda pressiona ainda mais os preços, fazendo com que analistas esperem que o ciclo de subida dos juros já se inicie agora em março.

Além do Brasil, EUA decidem a nova taxa de juros na quarta-feira. Na quinta-feira, é a vez do Banco Central do Reino Unido definir seus juros.

No Brasil, alguns dados apontam para a evolução da economia. Na segunda-feira (15) sai o IBC-Br, índice de atividade econômica do Banco Central considerado uma prévia do PIB.

Em dezembro, o indicador avançou 0,64% e agora economistas projetam um avanço de 0,25%.

Na quarta-feira, sai o resultado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O indicador sairia em 9 de março, mas foi adiado para dia 16.

Em 2020, houve abertura de 142.690 vagas de emprego com carteira assinada, conforme dados divulgados. A geração líquida de empregos é resultado de 15.166.221 contratações e de 15.023.531 demissões ao longo do último ano.

Entre contratações e demissões, dezembro registrou uma queda de quase 68 mil vagas. Em janeiro, a expectativa é de geração de 188 mil empregos.

Veja mais indicadores da agenda econômica esta semana:

IPOs

A segunda quinzena de março marca a reta final da safra de resultados da temporada de resultados do quarto trimestre. Entre os destaques estão os balanços de Eletrobras (ELET6), Yduqs (YDUQ3), Cyrela (CYRE3) e Copel (CPLE6).

Na semana anterior, os destaques foram Magazine Luiza (MGLU3)BR Distribuidora (BRDT3)Vulcabras (VULC3)Raia Drogasil (RADL3)BR Malls (BRML3).

Veja a agenda econômica completa

Segunda-feira (15)

  • Boletim Focus, às 8h25
  • Banco Central: IBC-Br de janeiro, às 14h30

Terça-feira (16)

  • EUA: Vendas do Varejo em janeiro, às 9h30
  • EUA Produção industrial em janeiro, às 10h15
  • SEPT: Caged (dados de emprego) de janeiro, às 15h

Quarta-feira (17)

  • Brasil: Reunião do Copom para definir a taxa Selic, sem horário
  • EUA: Reunião do FOMC para definir os juros americanos, às 15h

Quinta-feira (18)

  • Zona do Euro: Balança comercial em janeiro, às 7h
  • FGV: 2ª prévia do IGP-M de março, às 8h
  • Reino Unido: decisão da taxa de juros, às 9h
  • EUA: Indicadores antecedentes de fevereiro, às 11h

Sexta-feira (19)

  • CNI: Sondagem industrial de fevereiro, sem horário
  • FGV: Prévia da sondagem da indústria em março, às 8h