Banco central da China injeta US$ 58 bilhões em empréstimos

Marcelo Hailer Sanchez
null

Crédito: Divulgação / Portaldobitcoin

O Banco Popular da China (PBOC),  que é o Banco central chinês, concedeu novos empréstimos de curto e médio prazo nesta quarta-feira (15), porém, manteve o custo do empréstimo inalterado.

A meta do PBOC é manter a liquidez adequada em uma economia em desaceleração e aliviar uma crise potencial antes do Ano Novo Lunar.

A entidade afirmou em seu site que a taxa de juros dos empréstimos de um ano da MLF permaneceu em 3,25%, inalterada em relação às operações anteriores.

300 bilhões de yuans (US $ 43,51 bilhões) foram injetados pelo PBOC por meio da ferramenta de liquidez.

Separadamente, o Banco Popular da China também estendeu 100 bilhões de yuans de acordos de recompra de 14 dias com a taxa de juros inalterada em 2,65%.

Sua carteira de investimentos está preparada para aproveitar a retomada de crescimento do Brasil? Essa pode ser a oportunidade da sua vida!

Deixe seus dados abaixo e nossa equipe entrará em contato para lhe ajudar.

Ou se preferir, ligue direto para 4007-2374.